Notícias

GOVERNO CIDADÃO

Salvador adere ao gov.br para acelerar a transformação digital

Rede criada pelo governo federal para compartilhar plataformas do gov.br já tem a participação de sete capitais e 13 unidades federativas, que buscam a digitalização de serviços públicos
Publicado em 02/07/2021 16h06

Salvador (BA) é a mais nova capital a fechar parceria com a Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia e aderir ao gov.br, que dispõe de uma rede para impulsionar e integrar as iniciativas por um governo 100% digital. Distrito Federal, 12 estados e 42 municípios já participam dessa ação, que visa acelerar a digitalização com foco no usuário dos serviços públicos.

O secretário especial Caio Paes de Andrade destaca a importância das parcerias entre o governo federal e os demais entes federados para expandir a transformação digital no país, em uma atuação articulada e colaborativa. “A transformação digital é o caminho para reduzir a burocracia, melhorar o ambiente de negócios do país e facilitar a vida dos cidadãos brasileiros. A integração das ações do governo federal com estados e municípios é fundamental para ampliarmos a oferta de serviços digitais à população”, pontua.

Um dos eixos da Estratégia de Governo Digital 2020-2022 – o de Governo Integrado – prevê a integração de dados e serviços da União, estados, Distrito Federal e municípios. Com o gov.br, as experiências na transformação digital dos serviços públicos – acertos, metodologias de trabalho e engajamento das equipes, tecnologias disponíveis, entre outros – são compartilhadas.

O prefeito de Salvador, Bruno Reis, afirma que, nos últimos anos, a cidade tem trabalhado na realização de ações no âmbito digital e, atualmente, desenvolve o Plano Diretor de Tecnologia e Inovação do município. “Essa adesão ao gov.br é um passo importante para tornar Salvador cada vez mais digital, com prestação eficiente e ágil dos serviços públicos e, assim, contribuir para melhorar a qualidade de vida dos cidadãos”, declara.

Ao aderirem ao gov.br, estados e  municípios assumem o compromisso de seguir as diretrizes do governo federal sobre a oferta dos serviços públicos digitais e a simplificação do atendimento prestado aos cidadãos, com foco na experiência do usuário. As experiências de transformação digital são debatidas e aperfeiçoadas de forma constante.

Redução de 97% no custo dos serviços

Para o secretário de Governo Digital do Ministério da Economia, Luis Felipe Monteiro, a articulação entre os entes federados favorece o compartilhamento de soluções integradas aos brasileiros, que já contam hoje com quase 70% dos 4,3 mil serviços do governo federal disponíveis de forma digital no gov.br. Monteiro aponta ainda que a eficiência digital se reflete na redução dos gastos públicos.

“O custo para o Estado de cada serviço digitalizado é reduzido em 97%, em média, em relação à forma presencial. A economia acumulada com os serviços federais transformados em digitais, somente desde janeiro de 2019, já é de R$ 2,2 bilhões por ano”, salienta.

Saiba mais

As 13 unidades da Federação que já participam da rede são Amazonas, Amapá, Ceará, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Roraima, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Distrito Federal. Além de Salvador, também já aderiram as seguintes capitais: João Pessoa, Recife, Belo Horizonte, Campo Grande, Porto Alegre e Teresina.

Para orientar estados e municípios nas estratégias de digitalização de seus serviços públicos, a Secretaria de Governo Digital compilou em um guia de experiências bem-sucedidas da trajetória de transformação digital do governo federal. O objetivo é inspirar ações inovadoras e demonstrar os atalhos para os demais entes federados.