Notícias

Encontro debate instalação de mineradora no norte de MG

O projeto é da Sul Americanas de Metais (SAM), que prevê investimento total da ordem de US$ 2,1 bilhões.
Publicado em 04/11/2020 17h55 Atualizado em 10/11/2020 08h57
Sudene articula instalação de mineradora em Minas Gerais

Projeto deve gerar 6 mil empregos diretos na implantação. Foto: Unsplash (ilustrativa).

O projeto de minério de ferro em Minas Gerais foi pauta de encontro do superintendente da Sudene, Evaldo Cruz Neto, com o vice-governador da Bahia, João Leão, nesta quarta-feira (04). Como a mineradora espera utilizar um mineroduto que passa por 12 municípios baianos para escoar a sua produção, o projeto precisa da aprovação do Governo do Estado para seguir em frente.

A Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste assumiu a articulação por se tratar de uma região (Norte de Minas Gerais) que faz parte de sua área de atuação. A Sul Americana de Metais já investiu US$ 74 milhões em pesquisas, testes e estudos.

A expectativa é de que a mineradora impulsione o desenvolvimento local, gerando mais de 6 mil empregos diretos na implantação, além de 1.000 diretos e 5.600 indiretos na fase de operação. A produção anual prevista é de 27,5 milhões de toneladas, com teor de 66,2% de ferro, e a empresa pretende investir em programas de fornecedores e de mão de obra local.

Está nos planos da empresa fomentar a agricultura familiar, através de um projeto de irrigação e implantar programas de fomento e valorização da cultura geraizeira (populações que habitam os campos gerais do Norte do estado de Minas Gerais); e de criação de reserva extrativista geraizeira.