Notícias

Proteção

Parque Nacional de Brasília realiza ações de queima controlada

Publicado em 29/03/2021 11h19 Atualizado em 31/03/2021 12h26
parna_brasilia_Acervo Parna de Brasília-109 (1).jpg

Parque Nacional de Brasília - Foto: Acervo Parna de Brasília

Como forma de prevenir a ocorrência e os riscos de grandes incêndios florestais nas áreas de preservação ambiental do Parque Nacional de Brasília (PNB), brigadistas do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) realizaram, no último sábado (27/03), ação de queima prescrita (queima controlada) no interior do Parque. A técnica traz inúmeras vantagens que vão desde a conservação ambiental, até a redução de emissão de CO2 e economia para os cofres públicos.


Realizada ao final do período chuvoso, o manejo controlado do fogo consome apenas a biomassa que está na superfície sem prejudicar o sistema radicular das plantas, responsável pela fixação dos vegetais e pela absorção de água e sais minerais. Dessa forma, o bom uso do fogo reduz o material combustível e fragmenta a vegetação, evitando os grandes incêndios. Outra vantagem do fogo controlado em biomas como o Cerrado é o aumento da biodiversidade, já que a vegetação dominante pode abafar outras espécies caso não seja removida. O local também recebeu a prática de aceiro mecânico.


Outras estratégias
Somada às técnicas do fogo controlado, o Instituto Chico Mendes também adota outras medidas com o objetivo de mitigar os incêndios florestais no Cerrado, entre elas estão a realização de capacitação contínua dos brigadistas, contratação temporária de brigadistas florestais combatentes, educação ambiental e conscientização das comunidades do entornos das áreas de preservação. No Distrito Federal (DF), os meses críticos de queimada em vegetação são agosto e setembro, mas o período de alerta já começa em julho.