Notícias

Semiárido

Sudene investe mais de R$ 465 mil em programa de apoio a empreendimentos rurais no semiárido

Iniciativa vai oferecer serviços de assistência técnica e mercadológica para até 40 projetos a serem selecionados no Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte.
Publicado em 07/04/2021 18h01 Atualizado em 07/04/2021 18h35
Programa da Sudene apoia empreendimentos do semiárido

Até 40 empreendimentos serão selecionados para contarem com apoio em atividades produtivas e gestão. Foto: divulgação.

Empreendimentos do agronegócio que estejam localizados na região do semiárido têm agora uma oportunidade para receber consultoria técnica, melhorar a produtividade e minimizar os impactos econômicos causados pela pandemia da Covid-19. Trata-se do Programa de Aceleração de Empreendimentos Rurais no Semiárido, projeto que conta com pouco mais de R$ 465 mil em recursos investidos pela Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste. A iniciativa vai selecionar entre 8 e 10 empreendimentos em cada um dos quatro estados participantes: Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte. O programa conta o apoio da rede de parceiros formada pelo Instituto Nacional do Semiárido (INSA), Fundação Parque Tecnológico da Paraíba, Porto Digital (PE), Sebrae (CE e RN) e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE).

“É um programa construído para o fortalecimento da gestão desses empreendimentos no momento de crise. Há muita sintonia com o eixo de inovação do Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste (PRDNE), além do eixo da interiorização de demandas, facilitando a descentralização dos investimentos. Nós esperamos que as empresas beneficiadas deem um salto de qualidade, seja na gestão e no acesso a mercados”, comentou o superintendente da Sudene, Evaldo Cruz Neto durante live realizada nesta quarta-feira (07).

O público-alvo da seleção é formado por cooperativas, associações, assentamentos rurais, organizações comunitárias, empresas do agronegócio de pequeno porte e produtores individuais de pequeno porte.

Além de estarem localizados na região semiárida dos quatro estados abrangidos pelo programa, os empreendimentos devem desenvolver atividades produtivas relacionadas aos ramos de alimentos, caprinocultura, apicultura, pecuária, pesca, artesanato, entre outras. A participação dos projetos selecionados terá a duração de até 13 meses.

O projeto vai oferecer serviços nas áreas de tecnologia, gestão, mercado, capital e empreendedorismo. O programa pretende implementar uma série de ações para o acompanhamento, desenvolvimento e monitoramento contínuo dos resultados atingidos pelos empreendimentos participantes. Algumas das ações previstas são o mapeamento dos gargalos produtivos, a construção de novos canais de escoamento produtivo e a criação de estratégias de design e marketing.

As inscrições estão abertas até o próximo dia 17/04. Todas as informações podem ser conferidas no edital da seleção.

Confira o vídeo da live sobre o programa: 

Agricultura e Pecuária