Notícias

MG e ES recebem a Conferência Estadual do G51

O evento online está sendo organizado pela Sudene e acontecerá no próximo dia 29, às 10h, pela Plataforma Zoom.
Publicado em 26/04/2021 17h30 Atualizado em 27/04/2021 11h01
Arte do evento

O evento com representantes dos municípios de Minas Gerais e Espírito Santo que integram o G51 será o primeiro de uma série de encontros virtuais.

Com foco na descentralização do desenvolvimento regional, o fórum terá como pauta a implementação de políticas públicas para o desenvolvimento municipal. Estarão em debate Cidades Inteligentes, Gestão Pública, Habitação, Saneamento e Agricultura Familiar. O encontro contará com a participação do superintendente da Sudene, Evaldo Cruz Neto; Secretário Nacional do Saneamento do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), Pedro Maranhão; secretário Nacional de Habitação do MDR, Alfredo Santos; secretário Nacional de Agricultura Familiar e Cooperativismo do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Fernando Schwanke; presidente da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Igor Calvet; e diretor de Educação Executiva da Escola Nacional de Administração Pública (Enap), Rodrigo Torres.

O evento com representantes dos municípios de Minas Gerais e Espírito Santo que integram o G51 será o primeiro de uma série de encontros virtuais que vai contemplar todos os estados da área de atuação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste. Os interessados poderão acompanhar os debates através do Youtube/Sudene. A previsão é de que as próximas conferências sejam com representantes dos municípios do G51 localizados nos estados de Sergipe e Alagoas (04/05), Paraíba (06/05), Maranhão (11/05), Pernambuco e Rio Grande do Norte (13/05), Ceará (18/05), Piauí (20/05) e Bahia (25/05). Além dos temas pautados para o próximo dia 29, estarão em debate municípios e transformação digital; regularização fundiária; Segurança hídrica; Financiamento; consórcios públicos, entre outros.

Os eventos com os 51 municípios dos estados da área de atuação da Sudene são preparatórios para o encontro nacional, em Brasília, que irá reunir instituições governamentais e parceiros para consolidar uma nova estratégia de potencialização de políticas públicas, contribuindo para o aperfeiçoamento da gestão municipal através de novos projetos. Será uma oportunidade para os participantes conhecerem casos de sucesso na gestão pública, firmando novas parcerias com o Governo Federal e trocando experiências com municípios que vivenciam os mesmos desafios e oportunidades no âmbito do desenvolvimento regional. Caberá à Sudene o papel de articular e buscar caminhos para implementar propostas de interesse regional e fortalecer a viabilização dos projetos contidos no PRDNE. Governo Federal, bancos públicos e privados, universidades, associações municipais e entidades representativas farão parte dos debates.

Formado pelos municípios-polo da área de atuação da Autarquia que possuem condições de ampliar o alcance de políticas públicas e programas de governo, o G51 faz parte da rede de cidades intermediárias propostas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e são a base da estratégia territorial de implementação do Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste (PRDNE). Além das nove capitais nordestinas, o G1 engloba 42 cidades com potencial para fortalecer a interiorização do desenvolvimento regional. Juntas, elas representam 7% do Produto Interno Bruto nacional e 46% do PIB do Nordeste. Cerca de 20 milhões de pessoas (40% da população nordestina) vivem nestas localidades. Confira os municípios que integram o G51:

• Alagoas: Arapiraca, Maceió;
• Bahia: Barreiras; Feira de Santana; Guanambi; Ilhéus; Irecê; Itabuna Juazeiro; Paulo Afonso; Santo Antônio de Jesus; Vitória da Conquista; Salvador;
• Ceará: Crateús; Iguatu; Juazeiro do Norte; Quixadá; Sobral; Fortaleza;
• Espírito Santo: Colatina; São Mateus;
• Maranhão: Bacabal; Caxias; Imperatriz; Presidente Dutra; Santa Inês; São Luís; Balsas;
• Minas Gerais: Montes Claros; Teófilo Otoni;
• Paraíba: Cajazeiras; Campina Grande; Patos; Sousa; João Pessoa;
• Pernambuco: Caruaru; Petrolina; Serra Talhada; Recife;
• Piauí: Bom Jesus; Corrente; Floriano; Parnaíba; Picos; São Raimundo Nonato; Teresina;
• Rio Grande do Norte: Caicó; Mossoró; Natal;
• Sergipe: Itabaiana; Aracaju.

Finanças, Impostos e Gestão Pública