Notícias

Alto Rendimento

Nova lista da Bolsa Pódio abre oportunidades para mais 62 atletas

Lista publicada no Diário Oficial desta segunda-feira (05.07) contempla 29 atletas paralímpicos e 33 atletas olímpicos com a categoria mais alta do programa Bolsa Atleta do Governo Federal
Publicado em 05/07/2021 13h41
05072021_natacao32.jpg

Foto: Pedro Ramos/ rededoesporte.gov.br

Foi publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (05.07) uma lista com os nomes de 62 atletas olímpicos e paralímpicos que tiveram seus planos esportivos aprovados para o edital da Bolsa Pódio. A categoria é a mais alta do Bolsa Atleta do Governo Federal, e é voltada àqueles com mais chances de obter medalhas nos grandes eventos internacionais, como Jogos Olímpicos e Paralímpicos.

A nova lista surgiu depois que o prazo para indicações de atletas, encerrado no ano passado, foi prorrogado em função de efeitos da pandemia de Covid-19. Dos indicados, 29 são atletas paralímpicos – representantes do atletismo, bocha, esgrima em cadeira de rodas, halterofilismo, judô, natação, paracanoagem, parataekwondo e para-snowboard – e o restante, 33 atletas, competem nas seguintes categorias olímpicas: atletismo, boxe, ciclismo, hipismo, judô, natação, skate, tênis, tiro esportivo, vela e esportes de gelo. A Bolsa Pódio é voltada para atletas que se posicionam entre os 20 melhores do mundo em suas modalidades e prevê repasses de R$ 5 mil a R$ 15 mil mensais.  

Do total de indicados, apenas oito esportistas não estão atualmente no Bolsa Atleta. Para esses, principalmente, a indicação representa um suporte financeiro importante na reta final de preparação para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio.

Para os demais, que já são bolsistas, será facultada a opção de permanecerem no Bolsa Atleta ou optarem pela categoria Pódio. Isso porque o pagamento dos benefícios da categoria principal é condicionada à realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Ou seja, ao fim dessas competições o pagamento é interrompido até que um novo edital seja publicado.

“Essa nova lista dá oportunidade principalmente para alguns atletas que não eram contemplados com a Bolsa Atleta ou a Bolsa Pódio e que do ano passado para cá se classificaram ou ainda têm chances de classificação para Tóquio. Para esses, será um recurso que chega neste final de preparação e que com certeza ajudará na reta final”, explica Bruno Souza, secretário nacional de Esporte de Alto Rendimento da Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania.

“Apesar dos benefícios deste edital se encerrarem após os Jogos de Tóquio, a mudança de categoria, pelo fato dos valores pagos pela Bolsa Pódio serem mais altos do que as categorias do usuais do Bolsa Atleta, é vantajosa para a maior parte dos atletas paralímpicos, por exemplo. Mas é importante frisar que, no fim das contas, todos os que já são bolsistas atualmente terão a opção de subir para a Bolsa Pódio ou continuar no Bolsa Atleta como estão hoje”, diz o secretário.

Diretoria de Comunicação – Ministério da Cidadania