Notícias

Desporto Universitário

Jogos Universitários Brasileiros são abertos oficialmente em Brasília

Evento chega à 68ª edição e reúne mais de 3,5 mil atletas, das 27 unidades da Federação, na disputa de 26 modalidades, entre esportivas, jogos online e disputas acadêmicas
Publicado em 11/10/2021 22h30
11102021_capa_1150.jpeg
O secretário especial do Esporte do Ministério da Cidadania, Marcelo Magalhães, na cerimônia de abertura dos JUBs, em Bras´ília (DF). Foto: Ronaldo Caldas/ Min. Cidadania
WhatsApp Image 2021-10-11 at 22.11.30 (3).jpeg
Cerimônia de Abertura dos JUBs, em Brasília. Foto; Ronaldo Caldas/ Min. Cidadania
WhatsApp Image 2021-10-11 at 22.11.28 (1).jpeg
Cerimônia de Abertura dos JUBs, em Brasília. Foto; Ronaldo Caldas/ Min. Cidadania
WhatsApp Image 2021-10-11 at 22.11.28 (3).jpeg
Cerimônia de Abertura dos JUBs, em Brasília. Foto; Ronaldo Caldas/ Min. Cidadania
WhatsApp Image 2021-10-11 at 22.11.29.jpeg
Cerimônia de Abertura dos JUBs, em Brasília. Foto; Ronaldo Caldas/ Min. Cidadania
WhatsApp Image 2021-10-11 at 22.11.31.jpeg
Estande da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) na estrutura dos JUBs, em Brasília. Foto: Ronaldo Caldas/ Min. Cidadania
WhatsApp Image 2021-10-11 at 22.11.30 (2).jpeg
Estande da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) na estrutura dos JUBs, em Brasília. Foto: Ronaldo Caldas/ Min. Cidadania
WhatsApp Image 2021-10-11 at 22.11.26.jpeg
O secretário especial do Esporte do Ministério da Cidadania, Marcelo Magalhães, na cerimônia de abertura dos JUBs, em Bras´ília (DF). Foto: Ronaldo Caldas/ Min. Cidadania
WhatsApp Image 2021-10-11 at 22.11.27 (3).jpeg
O secretário especial do Esporte do Ministério da Cidadania, Marcelo Magalhães, ao lado da campeã olímpica Maurren Maggi, na cerimônia de abertura dos JUBs. Foto: Ronaldo Caldas/ Min. Cidadania
WhatsApp Image 2021-10-11 at 22.11.28.jpeg
O secretário Marcelo Magalhães e a secretária da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem, Luisa Parente, no estande da ABCD nos JUBs, em Brasília. Foto: Ronaldo Caldas/ Min. Cidadania

Os Jogos Universitários Brasileiros – JUBs, maior competição da América Latina para entidades de ensino superior, foram abertos oficialmente em Brasília na noite desta segunda-feira (11.10). A solenidade, realizada no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB), foi marcada pelo desfile das delegações e contou com a presença de diversas autoridades, parlamentares e estrelas do esporte nacional.

As competições da 68ª edição dos JUBs, organizado pela Confederação Brasileira do Desporto Universitário (CBDU), têm início nesta terça (12.10) e prosseguem até a próxima segunda-feira (18.10). Ao todo, cerca de 3,5 mil atletas, das 27 Unidades da Federação, representantes de 271 entidades de ensino, participam do evento na capital federal. As provas serão disputadas na AABB, APCEF, CICB, CIEF, Iate Clube, IESPLAN, Maristão, SAFA e Sesi Taguatinga.

Nossa gestão entende que o desporto escolar, e por extensão o desporto universitário, merecem tratamento prioritário. Nos países que estão na ponta da pirâmide esportiva mundial, é na escola e na universidade que os atletas são descobertos e depois desenvolvem seus talentos”, frisou Marcelo Magalhães.

Marcelo Magalhães, secretário especial do Esporte do Ministério da Cidadania

Os atletas competirão em 26 modalidades, mais do que o dobro do último evento, realizado em 2019 (a edição de 2020 não ocorreu em função da pandemia). Os JUBs terão disputas de atletismo, badminton, basquetebol, futsal, handebol, judô, karatê, wrestling, natação, taekwondo, tênis, tênis de mesa, vôlei e xadrez. O evento também terá competições paralímpicas de atletismo, badminton, tênis de mesa e natação. Completam a lista de modalidade o ciclismo virtual, os esportes eletrônicos (league of legends, FIFA, clash royale, free fire, poker e cs:go) e a disputa do acadêmico (conhecimentos gerais).

O vice-governador do Distrito Federal, Paco Britto; o secretário Especial do Esporte do Ministério da Cidadania, Marcelo Magalhães; a secretária de Esporte e Lazer do Distrito Federal, Giselle Ferreira; o secretário de Economia do Distrito Federal, André Clemente; a secretária de Turismo do Distrito Federal, Vanessa Mendonça; e o vice-presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, Rodrigo Delmasso, prestigiaram o evento.

A Secretaria Especial do Esporte do Ministério a Cidadania também esteve representada pelo secretário Especial Adjunto, André Alves; pela secretária nacional da Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD), Luisa Parente; e pelo secretário nacional do Paradesporto, José Agtônio Guedes Dantas, entre outros profissionais da pasta.

Estrelas e segurança

A abertura dos JUBs foi marcada também pela presença de Maurren Maggi, única brasileira campeã olímpica no atletismo, ouro no salto em distância nos Jogos de Pequim 2008; de Felipe Wu, prata no tiro esportivo nos Jogos Rio 2016; de Natália Falavigna, campeã mundial e medalha de bronze no taekwondo em Pequim 2008; de Paulo André, ouro no 4 x 100m no Mundial de Revezamento de Yokohama 2019; e da nadadora Jhennifer Conceição, ouro no 4 x 100m medley misto nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019 e ouro nos 50m peito na Universíade de Nápoles 2019, que fez o juramento dos atletas.

“É gratificante ter recebido o convite e estar aqui representando vários ex-atletas. Está sendo muito legal para mim. Estou interagindo e sinto que os atletas sabem a importância do evento. Está excepcional. Acredito que esses serão os melhores JUBs que a gente já teve”, afirmou Maurren Maggi.

O vice-governador Paco Britto destacou a importância dos Jogos para a capital e afirmou que o Distrito Federal está pronto para fazer um evento seguro. “Estamos preparados para que não haja um aumento da pandemia no Distrito Federal. Já estamos com a segunda dose na maior parte da população, já começamos com a terceira dose, e o que posso dizer é que o Distrito Federal está preparado para receber as delegações do Brasil inteiro que estão aqui”.

Cerimônia de Abertura dos JUBs, em Brasília. Foto; Ronaldo Caldas/ Min. Cidadania
Cerca de 3,5 mil atletas, das 27 Unidades da Federação, participam do evento na capital federal

Protocolos

Os JUBs seguirão um rígido protocolo sanitário. O evento será realizado sem a presença de público e somente as pessoas credenciadas (atletas, comissão técnica, comitê organizador e imprensa) circularão pelos locais de competição. Todos os espaços estão equipados com álcool em gel e o uso de máscaras é obrigatório nas áreas comuns. A exceção é para os atletas nos momentos de disputa.

Para o credenciamento foi exigido um teste RT-PCR ou antígeno com resultado negativo, realizado de sete a três dias antes do início da competição. Para quem tomou apenas uma dose ou nenhum imunizante contra Covid-19, além do teste antes do credenciamento houve a necessidade de um teste rápido oferecido pela organização do evento antes das competições.

Aqueles que já tinham tomado as duas doses da vacina ou a dose única, bastava apresentar o cartão de vacina original ou o comprovante gerado pelo aplicativo Conecte SUS. O participante que testar positivo será encaminhado à equipe médica do evento para que seja providenciado o isolamento. Ele fará mais dois testes como contraprova, em um intervalo de 24 horas de um para o outro. A fiscalização será feita pela CBDU e pelos chefes de delegação.

“Esses jogos são pautados pela empatia e pelo respeito à individualidade. Precisamos olhar para frente. O esporte universitário precisava ser retomado. São estudantes que precisam da bolsa para continuar seus estudos e profissionais que precisam desse movimento para garantir seus empregos. Esses serão jogos qualificados, para mostrar que é possível fazer com segurança total e com todos os protocolos”, destacou o presidente da CBDU, Luciano Cabral.

O secretário especial do Esporte do Ministério da Cidadania, Marcelo Magalhães, ressaltou a importância da competição e do desporto universitário no contexto do desenvolvimento do esporte nacional. “Nossa gestão entende que o desporto escolar, e por extensão o desporto universitário, merecem tratamento prioritário. Nos países que estão na ponta da pirâmide esportiva mundial, é na escola e na universidade que os atletas são descobertos e depois desenvolvem seus talentos”, frisou Marcelo Magalhães.

Retorno à capital

Os JUBs voltam a ser disputados em Brasília 15 anos após a capital ter sediado o evento pela última vez, em 2006, quando a competição ainda se chamava Olimpíadas Universitárias JUBs.

Os atletas estão hospedados em 17 hotéis e o ponto de encontro é o Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB), onde está o Boulevard de Atletas. O local abriga a praça de alimentação, a área de convivência, além de seis modalidades: handebol, judô, wrestling, badminton, acadêmico e tênis de mesa. A competição também serve para movimentar a economia local, já que os JUBs são responsáveis por mais de 500 empregos temporários, pela contratação de 35 mil hospedagens, pela locação de quase 200 veículos, 65,8 mil refeições oferecidas, entre outros serviços de infraestrutura e hospitalidade.

Diretoria de Comunicação – Ministério da Cidadania