Notícias

FNE Emergencial repassa R$ 2,8 bilhões

O valor equivale a mais de 93% dos R$ 3 bilhões disponibilizados para estados da área de atuação da Sudene.
Publicado em 21/10/2020 17h10
FNE Emergencial.jpg

Setor de Comércio e Serviços ficou com R$ 2,5 bilhões Imagem: Freepik

Os recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) emergencial são destinados a empreendedores afetados pela crise do coronavírus e contemplam todos os estados onde a Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste atua. O Ceará ficou com R$ 609,7 milhões, vindo em seguida a Bahia (R$ 511,6 milhões), Pernambuco (R$ 326,4 milhões), Maranhão (R$ 268,3 milhões), Paraíba (R$ 225,4 milhões), Piauí (R$ 222,8 milhões), Rio Grande do Norte (R$ 186,7 milhões), Minas Gerais (R$ 151,6 milhões), Sergipe (R$ 139,5 milhões), Alagoas (R$ 131,4 milhões) e Espírito Santo (R$ 33,6 milhões).

O setor de Comércio e Serviços ficou com R$ 2,5 bilhões, enquanto foram destinados R$ 178,8 milhões, R$ 75 milhões e R$ 11,5 milhões, respectivamente, para Indústria, Turismo e Agroindústria. Foram contratados R$ 2,5 bilhões para capital de giro e R$ 294,7 milhões para investimentos. Para o Programa Micro e Pequenas Empresas (MPE) foi destinado R$ 1,5 bilhão, ficando cerca de R$ 1 bilhão para pessoas físicas beneficiárias do Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado (PNMPO).

O valor das operações contratadas pelas empresas de pequeno porte chegou a R$ 1,3 bilhão. Na sequência vêm pequeno médio (R$ 154,3 milhões), micro (R$ 145,5 milhões), médio (R$ 89 milhões) e grande (R$ 2,4 milhões). Na divisão de valores por porte do empreendimento, o restante (cerca de R$ 1 bilhão) ficou com o PNMPO, como dito anteriormente. Ao todo, já forma realizadas 153.137 operações.

A Sudene disponibiliza em seu site todas as informações relativas à linha emergencial do FNE, com orientação sobre o caminho para obtenção de recursos e atualização dos valores liberados.

Finanças, Impostos e Gestão Pública