Notícias

Foco na área nuclear

Visita do secretário-executivo do MCTI às instalações da CNEN no Rio de Janeiro

Publicado em 13/11/2020 12h54 Atualizado em 13/11/2020 17h10

O secretário-executivo do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), Leônidas de Araújo Medeiros Júnior, visitou as instalações da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN) no Rio de Janeiro nesta semana. Nos dias 11 e 12, ele conheceu as atividades da sede da instituição e de duas unidades: o Instituto de Radioproteção e Dosimetria (IRD/CNEN) e o Instituto de Engenharia Nuclear (IEN/CNEN). 

Reunião na sede
Medeiros Junior, Almeida e Gutterres - sede da CNEN / Foto: Douglas Trouffa
   Na sede da CNEN, Medeiros Júnior foi recebido pelo presidente em exercício e titular da Diretoria de Pesquisa e Desenvolvimento da CNEN (DPD), Madison Coelho de Almeida, pelo titular da Diretoria de Radioproteação e Segurança Nuclear (DRS), Ricardo Gutterres, entre outros servidores da instituição. Na sala de reuniões da Presidência, ele assistiu a uma apresentação na qual foi possível ter uma ampla visão das atividades e estrutura da CNEN, seus projetos e desafios. “Fiquei impressionado positivamente pelas capacidades instaladas, o potencial de pesquisa e desenvolvimento, os projetos que são desenvolvidos, o potencial e abrangência em poder atender a necessidades de nosso país”, afirmou o secretário-executivo.

     No IEN/CNEN, o secretário-executivo do MCTI e o presidente em exercício da CNEN foram recebidos pelo diretor em exercício do Instituto, Cristóvão Marinho, que apresentou a unidade, suas atividades e realizações. Marinho destacou a modernização do Reator Argonauta e dos laboratórios de pesquisa, que já estão em andamento, além da importância da grande rede de cooperação que o IEN/CNEN tem formado. Esta rede conta atualmente com a participação de mais de 40 instituições públicas e privadas. Uma destas parcerias gerou um projeto de cerca de 2,1 milhões de reais, entre IEN/CNEN, Petrobrás e a Atomum, onde radiotraçadores produzidos pelo Instituto são utilizados em dutos de petróleo para detectar vazamentos, evitando assim a paralisação dos serviços das plataformas e grandes prejuízos financeiros.  

Visita IEN
Mesa de controle do cíclotron Cv-28 do IEN. / Foto: Luiz Claudio Braz
   Medeiros Junior demonstrou especial interesse no projeto de adequação da planta de produção de radiofármacos às exigências dos órgãos de licenciamento e sua perspectiva de incluir a fabricação de novos radioisótopos, como o 211-At, que pode ser usado ao mesmo tempo para o diagnóstico e o tratamento de determinados tipos de câncer (denominados radiofármacos teranósticos), e que ainda não são produzidos no Brasil. O roteiro também incluiu uma visita ao Cíclotron CV-28, onde são produzidos os radiofármacos e ao Reator de Pesquisa Argonauta.

     Na visita ao IRD/CNEN, o secretário-executivo demonstrou disposição em conhecer o máximo de laboratórios e citou a atenção do MCTI com relação aos desafios de gestão, como a perda de pessoal, a necessidade de apoio à infraestrutura, valorização das competências técnicas e oportunidades, como o conhecimento multidisciplinar e altamente especializado acumulado e colocado à disposição da sociedade. No instituto, a diretora Angélica Wasserman demonstrou, em breve apresentação, uma rede de expertise em áreas estratégicas e outras de grande impacto como atendimento a emergências, metrologia das radiações, radioproteção na saúde - uso mais conhecido e difundido-, indústria, meio ambiente, formação de pessoal em nível de pós-graduação e em cursos de extensão e diversos treinamentos para as áreas de segurança pública e defesa, interação com a sociedade, entre outras.   

Visita IRD
Secretário-executivo em visita a instalações do IRD / Foto: Bianca Wendhausen
   Nas visitas às áreas técnicas do IRD/CNEN, Medeiros Júnior conheceu a Divisão de Emergências Radiológicas e Nucleares e as ações preventivas e de resposta a emergências; a Divisão de Dosimetria, voltada a promover segurança para trabalhadores que lidam com radiações; a Divisão de Metrologia, referência nacional, por designação do Inmetro, conferindo rastreabilidade e confiabilidade em calibrações e disseminação de padrões radioativos, atividades que contribuem para a confiabilidade das medições das radiações ionizantes no país em diferentes áreas; a Divisão de Física Médica, que realiza pesquisas e projetos voltados a promover segurança em radiodiagnóstico, medicina nuclear e radioterapia para pacientes, trabalhadores e público em geral.

   O secretário-executivo visitou também, no IRD/CNEN, a estação que integra a rede de dados da ONU e avalia sinais de partículas radioativas e gases nobres liberados na atmosfera e envia os resultados das análises para o Centro Internacional de Dados da Comissão Preparatória para a Organização do Tratado para a Proibição Completa de Testes Nucleares (CTBTO-PrepCom).

    Ao final dos dois dias de visita, o secretário-executivo mostrou-se bastante impressionado com a CNEN e suas unidades, tanto com a estrutura como com a força de trabalho da instituição.  “A gente vê nos servidores e pesquisadores a preocupação com a renovação. É muito interessante ver o brilho no olho, a preocupação com o que fazem, a segurança e conhecimento com o que sabem fazer. É um orgulho ter instituições como a CNEN em nossa estrutura”, concluiu.