Notícias

Seminário virtual discute cooperação e oportunidades no setor espacial

Publicado em 11/11/2020 11h35

A Agência Espacial Brasileira (AEB) promoveu na manhã da terça (10), em parceria com o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), o Space Seminar Brasil x Suécia. Dois painéis foram realizados com o objetivo de discutir ações, projetos e oportunidades que possam aproximar ainda mais os dois países e ampliar parcerias no segmento espacial. Brasil e Suécia já são parceiros em diversos segmentos, inclusive na área aeroespacial.

No primeiro painel, que abordou a cooperação entre os dois países, o presidente da AEB, Carlos Moura, deu boas-vindas aos participantes e passou a palavra para a Diretora-Geral da Agência Espacial da Suécia (SNSA), Anna Rathsman. Ela apresentou cases de sucesso da agência sueca e possibilidades de cooperação. Em seguida, o presidente da Agência Espacial Brasileira fez seu discurso destacando as capacidades do setor espacial brasileiro, enfatizando que “a tecnologia sueca certamente está contribuindo com o status da engenharia brasileira e mostrando que países tão distantes em diferentes posições do planeta Terra podem ainda colaborar e contribuir uns com outros."

O ministro Marcos Pontes foi o último a falar, encerrou o painel destacando a estratégia de desenvolvimento cooperado entre os dois países e destacou: “Cada vez mais, a exploração espacial torna-se importante para a base humana neste planeta, assim como vemos agora na pandemia que precisamos da união de todos, precisamos trabalhar em conjunto com a ciência e a tecnologia para poder não apenas sobreviver ao corona vírus, mas também para garantir que a próxima geração tenha um lugar melhor para viver.”

Após um rápido intervalo, o diretor de Inteligência e Novos Negócios (DIEN) da AEB, Paulo Vasconcellos, iniciou o segundo painel que tratou especificamente das oportunidades no setor espacial. Ele deu as boas-vindas aos demais participantes e, após uma rodada de apresentações sobre as biografias dos palestrantes, passou a palavra para a Deborah Lygonis, gerente de projetos espaciais para o oeste da Suécia. Ela destacou possibilidades de negócios, inclusive, para startups que podem vir a desenvolver novos produtos e serviços para as atividades espaciais.

O vice-presidente de Estratégias e Negócios Sustentáveis da Swedish Space Corporation (SSC), Stefan Gustafsson, encerrou o painel fazendo uma ampla abordagem sobre as oportunidades de negócios entre os dois países. Paulo Vasconcellos fez perguntas de interesse do público em geral, mediou as repostas e, ao final, agradeceu a presença de todos.

Sobre a AEB

A Agência Espacial Brasileira é uma autarquia vinculada ao MCTI, responsável por formular, coordenar e executar a Política Espacial Brasileira. Desde a sua criação, em 10 de fevereiro de 1994, a Agência trabalha para viabilizar os esforços do Estado Brasileiro na promoção do bem-estar da sociedade, por meio do emprego soberano do setor espacial.

Coordenação de Comunicação Social - CCS

Ciência e Tecnologia