Notícias

Ministro participa de lançamento da Frente Parlamentar de Energia Renovável (FER)

Com 200 parlamentares, Frente Parlamentar de Energia Renovável FER busca concentrar os principais pleitos do setor envolvendo mudanças legislativas.
Publicado em 17/03/2021 18h23
Design sem nome (22).png

- Foto: Bruno Spada

“Com uma matriz predominantemente renovável, produzindo cerca de 85% de energia limpa, podemos nos orgulhar: o Brasil é um exemplo para o mundo”. A fala é do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, durante solenidade de lançamento da Frente Parlamentar de Energia Renovável (FER), nesta quarta-feira (17/03), em Brasília.

Os ministros do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, também compareceram ao evento, que contou com a participação de deputados, representantes de órgãos federais e de entidades ligadas ao setor.

Ainda comemorando a aprovação da MP 1010 e do PL do Gás ontem na Câmara dos Deputados, Bento Albuquerque lembrou a vanguarda do Brasil ao implementar, há mais de 50 anos, a transição energética. “Já naquela época lançamos programas como o Próalcool. Hoje, a cana-de-açúcar representa 19% da nossa matriz energética. Isso não é pouco. A energia solar representa 2%, a eólica 5% e, daqui há 10 anos, vão representar 25%. Isso é um exemplo para o mundo”, enalteceu o ministro. “Não é por acaso que o Brasil foi escolhido para ser um dos países líderes da assembleia da ONU, em setembro, no tocante à transição energética”, enfatizou.

Albuquerque enalteceu a importância do Congresso Nacional nas conquistas obtidas pelo governo, principalmente as comissões de Minas e Energia e de Infraestrutura. “Nos últimos dois anos, destravamos e aprovamos diversos projetos aguardados pela sociedade brasileira há tempos”, ressaltou o ministro.

“Estamos muito otimistas com o lançamento da Frente Parlamentar. E convictos da sua relevância para avançarmos nos próximos anos, para que essas tecnologias sejam efetivamente implementadas e tragam os benefícios que a nossa sociedade tanto deseja e merece”, concluiu Bento Albuquerque.

O presidente da FER, deputado Danilo Forte, falou sobre a força da nova frente, que conta com a adesão de mais de 200 parlamentares e tem como prioridades a geração de energia por meio de tecnologia, exploração de hidrogênio e pequenas centrais hidrelétricas. “Temos uma composição diversificada, com vários partidos representados. Uma demonstração clara de que é necessário ao Brasil ter um protagonismo na produção de energia renovável perante o mundo”, declarou o parlamentar.

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, destacou o potencial do País no quesito energia renovável, “imprescindível para a boa imagem do Brasil no cenário internacional”. O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, destacou a sustentabilidade do país. “De 64% das emissões do mundo, 15% provém dos Estados Unidos. O Brasil representa apenas 3%. Precisamos mostrar ao mundo as reduções das emissões do Brasil”, disse o ministro.

André Pepittone, presidente da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), também registrou seu apreço pela iniciativa. “Nossa matriz elétrica é a mais limpa do mundo. A energia eólica representa quase 10% da nossa matriz. E o sol, que tanto castigou o sertão, hoje traz prosperidade para o semiárido nordestino, com a energia solar contribuindo para a geração de emprego e de renda”, afirmou.

Assessoria de Comunicação Social

(61) 2032-5620

ascom@mme.gov.br
antigo.mme.gov.br
www.twitter.com/Minas_Energia
www.facebook.com/minaseenergia
www.youtube.com
www.flickr.com/minaseenergia
www.instagram.com/minaseenergia
br.linkedin.com

Energia, Minerais e Combustíveis