Notícias

Radioamadores em SP, MG e RO captam sinal de nanossatélite lançado na segunda (22)

Publicado em 23/03/2021 17h18

Colocado em órbita na segunda-feira (22), o NanoSatC-Br2 fez a abertura das antenas com sucesso e teve o sinal captado por radioamadores de São Paulo, Minas Gerais e Rondônia. 

Com isso, a operação inicia a fase de comissionamento, ou seja, uma série de testes para checar a saúde e o desempenho do satélite. Uma vez concluída essa etapa, começa o recebimento efetivo dos dados científicos. 

O NanoSatC-Br2 foi lançado do Cosmódromo de Baikonur, no Cazaquistão. O artefato foi desenvolvido por meio de uma parceria entre a Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), a Agência Espacial Brasileira (AEB/MCTI) e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE/MCTI), e vai coletar informações sobre distúrbios no campo magnético terrestre. 

Especialistas das Universidades Federais de Minas Gerais (UFMG) e do ABC (UFABC), e da Liga de Amadores Brasileiros de Rádio Emissão também participaram no apoio à atividade. 

A entrada em órbita estava inicialmente marcada para o sábado (20) e foi reagendada pela equipe do Cosmódromo de Baikonur para correção de problemas no veículo lançador Soyuz-2, de origem russa. Desde o lançamento, o NanoSatC-Br2 não passou por nenhum reajuste.

Sobre a AEB

A Agência Espacial Brasileira, órgão central do Sistema Nacional de Desenvolvimento das Atividades Espaciais (SINDAE), é uma autarquia vinculada ao MCTI, responsável por formular, coordenar e executar a Política Espacial Brasileira.

Desde a sua criação, em 10 de fevereiro de 1994, a Agência trabalha para viabilizar os esforços do Estado Brasileiro na promoção do bem-estar da sociedade, por meio do emprego soberano do setor espacial.

Coordenação de Comunicação Social - CCS

 

Ciência e Tecnologia