Notícias

Projetos sobre agricultura e satélites e radiação cósmica de alta altitude são os ganhadores da 2ª Feira Virtual de Ciências da AEB

A Feira recebeu 18 trabalhos, que apresentaram um problema sobre a temática, metodologia e hipótese para a solução, finalizando com resultado, análise e conclusão
Publicado em 29/10/2020 17h12 Atualizado em 29/10/2020 17h35
Feira Virtual_site.png

A Agência Espacial Brasileira (AEB), autarquia vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), concluiu, no último dia 26/10, a 2ª Feira Virtual de Ciências, que teve como objetivo inserir estudantes na temática espacial, por meio de experiências científicas nas áreas de astronáutica, astronomia e aplicações das tecnologias espaciais. Participaram do evento estudantes do Ensino Fundamental (8º e 9º ano) e Ensino Médio, sob a orientação de um professor.

As equipes gravaram um vídeo com experimento ou resultado de pesquisa e elaboraram um relatório correlacionando a temática espacial com algum dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, apontando, ainda, como a Inteligência Artificial (I.A.) pode ser útil para a resolução do problema apresentado. Os vencedores são:

Ensino Fundamental:

  • Título do trabalho: Fome Zero - Agricultura e Satélites;
  • Professor: Bruno Zimmermann Schmitt;
  • Participante: Guilherme de Souza Corrêa;
  • Escola: Colégio Catarinense, Florianópolis-SC.

Ensino Médio:

  • Título do trabalho: Estudos de Radiação Cósmica de Alta Altitude: Uma Experiência no Ensino Médio Público do Estado de São Paulo;
  • Professores: César Hipólito Pinto e Verônica Trevizoli;
  • Participantes: Emily Faria e Laci Maria Kawanami;
  • Escolas: Escolas Estaduais João Climaco de Camargo Pires e Humberto de Campos, Sorocaba-SP.

Um total de 18 trabalhos foram recebidos e avaliados por profissionais da AEB, Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Todas as equipes participantes receberão, na próxima semana, suas respectivas fichas de avaliação com os comentários e opiniões de cada um dos avaliadores consultados.

Trabalhos submetidos:

  • Ação contra a mudança global do clima: como podemos melhorar;
  • Análise de baixo custo de lançamento aeroespacial;
  • Aquecedor solar de baixo custo;
  • Einstein o chamou de fantasmagórico - eu gostaria de ter sabido;
  • Estudo e confecção de um CanSat para o desenvolvimento de atividades acadêmicas;
  • Estudo sobre a observação de um objeto de órbita lenta que entrou na atmosfera terrestre;
  • Estudos de radiação cósmica de alta altitude - uma experiência no EM Público do Estado de SP;
  • Fome zero - agricultura e satélites;
  • Inteligência artificial e a pirataria no chifre africano;
  • Máquina de exploração terrestre;
  • Projeto Pi314 Cleaner Bot;
  • Projeto radioastronomia;
  • Projeto ultravioleta;
  • Redução das variáveis aerodinâmicas em foguetes artesanais;
  • Tecnologias espaciais & aplicação IA;
  • Uma inovação sustentável;
  • Uso de imagens por satélite, inteligência artificial e modelos climáticos no combate do aquecimento global;
  • Vida extraterrestre: uma teoria ou uma verdade.

A Agência Espacial Brasileira parabeniza todos os vencedores e agradece a participação de todos os professores e estudantes na 2º Feira Virtual de Ciências da AEB.

Sobre a AEB

A Agência Espacial Brasileira é uma autarquia vinculada ao MCTI, responsável por formular, coordenar e executar a Política Espacial Brasileira. Desde a sua criação, em 10 de fevereiro de 1994, a Agência trabalha para viabilizar os esforços do Estado Brasileiro na promoção do bem-estar da sociedade, por meio do emprego soberano do setor espacial.

Coordenação de Comunicação Social – CCS

Ciência e Tecnologia