Notícias

Operação PF

Polícia Federal investiga fraudes no auxílio emergencial

Operação Resiliência prende cinco pessoas em flagrante
Publicado em 18/11/2020 09h14
1 | 7
2 | 7
3 | 7
4 | 7
5 | 7
6 | 7
7 | 7
6378238f-32f4-429d-99c1-b5c6f85ddd32.jpg
2056f9a5-3d0e-4707-a2e3-bf52066d0067.jpg
e20fde7d-4c24-4919-a499-4463f7b6e4dd.jpg
b0cdcafa-1cb2-463b-a503-11d40fc81495.jpg
6ef8487a-6bce-49e5-b14f-b821a28dd043.jpg
ab8e647a-5aa5-45a2-85db-23fb5d724db4 (1).jpg
c9c4da9d-5cda-4975-83d6-6dd888e5e87e.jpg

Brasília/DF – A Polícia Federal deflagrou, nesta quarta-feira (18/11), a Operação Resiliência, com o objetivo de desmantelar uma organização criminosa especializada no cometimento de fraudes no auxílio emergencial, criado pelo Governo Federal para assegurar uma renda mínima aos brasileiros durante a pandemia do Covid-19.

Estão sendo cumpridos 14 mandados de busca e apreensão, com a participação 80 policiais federais.

Durante as investigações, identificou-se que os criminosos recebiam o auxílio fraudado em nome próprio e viabilizavam a fraude em nome de terceiros, pelo que recebiam um percentual do valor recebido.

As investigações também apontaram que o grupo era envolvido em diversos outros crimes, como fraudes ao FGTS e benefícios do INSS e tráfico de drogas.

Até o momento, cinco pessoas foram presas em flagrante, duas pelo crime de tráfico ilícito de entorpecentes e três por posse ilegal de arma de fogo.

Durante a investigação, a Polícia Federal contou com o  apoio  Polícia Civil do Distrito Federal.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Distrito Federal

Fone: (61) 2024-7557
E-mail: cs.srdf@dpf.gov.br