Notícias

MASTA/DOCSTA 2021: último dia para inscrições

Estudantes aprovados em anos anteriores fazem visita à AEB e conhecem mais sobre o Programa Espacial Brasileiro
Publicado em 22/02/2021 11h31 Atualizado em 25/02/2021 13h28

Encerra nesta segunda-feira (22) o prazo para as inscrições no programa MASTA&DOCSTA/2021, que oferece até três bolsas de estudos para mestrado ou doutorado na Beihang University of Aeronautics and Astronautics (BUAA), em Pequim, na China, com início em setembro de 2021.

As áreas contempladas pelo Master Program on Space Technology Applications (MASTA) são Comunicações Satelitais e Sistemas Globais de Navegação por Satélite (SC&GNSS), Sensoriamento Remoto e Sistemas de Geoinformação (RS&GIS) e Microssatélites. O Doctoral Program on Space Technology Applications (DOCSTA) não oferece áreas específicas. 

O curso tem duração estimada de 1 ano e 9 meses para o mestrado, e de 3 a 4 anos para o doutorado. Para saber mais detalhes do programa e inscrições (clique aqui).

Visita de estudantes

Na semana passada, estudantes selecionados pelo programa, em anos anteriores, foram convidados a conhecerem as instalações e os trabalhos da Agência Espacial Brasileira (AEB). Durante a visita, foi realizada uma apresentação do Programa Espacial Brasileiro para os jovens. 

Na ocasião, o mestrando Luiz Martins (24 anos), um dos aprovados de 2020, contou como a experiência no MASTA tem sido desafiadora. “ Estou muito realizado em ter sido selecionado. É um desafio fazer um mestrado na China, ainda mais nesse período de pandemia, mas está dando certo e estou gostando muito das disciplinas. Acreditamos que iremos, presencialmente, para lá no início de 2022”. 

Segundo o engenheiro eletricista, essa aproximação com a AEB é importante para abrir oportunidades no futuro. “Percebemos que a Agência Espacial quer ter mais relacionamento com os estudantes do programa para que possamos, juntos, desenvolver mais nossas habilidades e contribuir em locais estratégicos”.

Já o assessor de Cooperação Internacional, Alessandro José Ferreira Carvalho, ressaltou que o objetivo dos encontros é fazer um acompanhamento desses jovens para que aproveitem melhor o conhecimento adquirido na China em aplicações práticas no Brasil. “A AEB quer fazer uma sinergia dos conhecimentos obtidos por esses estudantes para uma atuação efetiva na área espacial, seja em âmbito público ou privado”, explicou.

O assessor contou, ainda, que alguns deles voltam da China preocupados com a empregabilidade no setor. “No entanto, temos bons resultados e exemplos, como o caso de um jovem que terminou o programa e abriu uma startup na China. Queremos colaborar para que eles vislumbrem mais oportunidades aqui no nosso país”.

Sobre a AEB

A Agência Espacial Brasileira, órgão central do Sistema Nacional de Desenvolvimento das Atividades Espaciais (SINDAE), é uma autarquia vinculada ao MCTI, responsável por formular, coordenar e executar a Política Espacial Brasileira. Desde a sua criação, em 10 de fevereiro de 1994, a Agência trabalha para viabilizar os esforços do Estado Brasileiro na promoção do bem-estar da sociedade, por meio do emprego soberano do setor espacial.

Coordenação de Comunicação Social - CCS

 

 

Ciência e Tecnologia