Notícias

“Acesso ao Espaço para Todos”: UNOOSA divulga Anúncio de Oportunidade ISONscope

Inscrições vão até o dia 1º de março
Publicado em 11/02/2021 10h51 Atualizado em 11/02/2021 11h20

 O Escritório das Nações Unidas para Assuntos do Espaço Exterior (UNOOSA) e o Instituto Keldysh de Matemática Aplicada da Academia de Ciências Russa (KIAM RAS, na sigla em inglês), no âmbito da “International Scientific Optical Network” (ISON), soltaram o Anúncio de Oportunidade “ISONscope”: um auxílio a instituições acadêmicas e de pesquisa de países em desenvolvimento, concedendo a eles pequenos telescópios e treinamentos para saber como operá-los.

A oportunidade faz parte da iniciativa “Acesso ao Espaço para Todos”, do UNOOSA, que visa oferecer pesquisas e oportunidades que garantem que o acesso ao espaço e seus benefícios sejam, de fato, acessíveis a todos, especialmente quando voltados para o desenvolvimento sustentável. 

As instituições selecionadas serão beneficiadas com a experiência da ISON e poderão participar de campanhas de observação global, além de contribuir com dados de observação para a “Open Universe Initiative” e aumentar visibilidade, acessibilidade gratuita e facilidade de utilização da astronomia e ciências espaciais para todos.

A ISON, administrada pelo Instituto Keldysh, é um dos maiores sistemas de observação do mundo, envolvendo telescópios ópticos em mais de 20 observatórios ao redor do planeta. Fazer observações em telescópios de pequena abertura permitirá às instituições selecionadas contribuir para o progresso científico e participar de intercâmbios internacionais de dados.

Para mais informações sobre a oportunidade e o processo de inscrições, acesse o endereço https://www.unoosa.org/oosa/en/ourwork/psa/bssi/isonscope.html. De acordo com o site oficial, as inscrições se encerram no dia 1º de março de 2021 e devem ser realizadas de acordo com o formulário disponível na página eletrônica.

Sobre a AEB

A Agência Espacial Brasileira é uma autarquia vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e órgão central do Sistema Nacional de Desenvolvimento de Atividades Espaciais (SINDAE). É responsável por formular, coordenar e executar a Política Espacial Brasileira.

Desde a sua criação, em 10 de fevereiro de 1994, a Agência trabalha para viabilizar os esforços do Estado Brasileiro na promoção do bem-estar da sociedade, por meio do emprego soberano do setor espacial.

Coordenação de Comunicação Social - CCS