Notícias

Infraestrutura

Bolsonaro inaugura obra de pavimentação de 51 km da BR-163, no Pará

Rodovia é essencial para o escoamento da safra de grãos do centro do País até os portos do Pará
Publicado em 14/02/2020 18h34 Atualizado em 15/02/2020 16h41

O presidente Jair Bolsonaro participou, nesta sexta-feira (14), da inauguração do trecho pavimentado da BR-163 que liga Miritituba a Novo Progresso, no Pará (PA). Apontada como prioridade desde o período de transição de governo, a conclusão do asfaltamento desses 51 quilômetros muda a realidade de todos que dependem da rodovia. "Nos empenhamos para defender o interesse do nosso País", disse Bolsonaro. "É um momento de alegria para vocês, depois de 40 anos de sofrimento, e não preciso falar que sofrimento é esse, que vocês sentiram na pele", completou o presidente. 

Além de garantir segurança para aproximadamente seis mil caminhoneiros que trafegam pelo trecho diariamente e enfrentavam dificuldades extremas nos períodos chuvosos, Bolsonaro lembrou que a obra é importante para escoar a produção do campo e desenvolver a economia do País. “Temos andado pelo mundo todo buscando mais comércio para aquilo que nós produzimos e, em especial, o que vem do campo. Assim sendo, o Brasil produzindo mais, como dizem os números da economia, nós podemos sonhar em colocar o Brasil no lugar de destaque que ele bem merece”, disse.

Durante a cerimônia de inauguração, militares que participaram das obras foram homenageados com a Medalha do Mérito Mauá, em reconhecimento público à contribuição ao desenvolvimento dos transportes no Brasil. “Temos aqui pessoas que trabalharam na implantação, e agora trabalham na pavimentação. São heróis! Porque acreditaram no Brasil. Acreditavam que seria possível”, afirmou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

Logística

A rodovia federal é utilizada por caminhoneiros para escoamento da safra de grãos que sai do centro do País, e estava em obras desde o início de 1970. Durante todos esses anos, foram grandes os transtornos enfrentados pelos motoristas que, na época de chuvas, passavam dias em atoleiros no trecho. 

Para a conclusão desse trecho, no ano passado, foram investidos cerca de R$ 158 milhões. Além do asfaltamento, também foram realizados serviços de manutenção em 1.300 quilômetros da rodovia, de Sinop (MT) a Santarém (PA).