Notícias

Brasil na Índia

Bolsonaro visita templo hindu e é recebido com placas de boas-vindas nas ruas de Nova Delhi

“Até pela recepção, as expectativas são as melhores possíveis", destacou o presidente. No sábado, deve haver encontro com o presidente e o primeiro-ministro indianos
Publicado em 24/01/2020 12h23 Atualizado em 26/01/2020 12h19
Bolsonaro na Índia 1.jpg

Presidente da República, Jair Bolsonaro, durante chegada a Nova Delhi, na Índia, para visita Oficial Foto: Alan Santos/PR

Após desembarcar em Nova Delhi, Índia, nesta sexta-feira (24), o presidente da República, Jair Bolsonaro, visitou o Templo de Akshardham, onde foi recebido pelo anfitrião P. Gnanmuni swami. Ainda na base aérea, ele foi recepcionado por autoridades e assistiu a uma apresentação de dança indiana. Nas ruas da cidade, banners de boas-vindas ao presidente brasileiro foram distribuídos .

“Até pela recepção, as expectativas são as melhores possíveis. Alguns ministros estiveram aqui antecipadamente tratando de muitos assuntos (como ministro Bento Albuquerque, de Minas e Energia, e ministra Tereza Cristina, da Agricultura, Pecuária e Abastecimento). O campo está muito aberto pra gente. O próprio convite do governo indiano para nós, que é um chefe de Estado convidado por ano para esse evento, uma data magna deles, demonstra o interesse deles para com o Brasil”, destacou o presidente em sua primeira entrevista à imprensa em solo indiano. 

No próximo domingo (26), o presidente Bolsonaro participará, como convidado de honra, das comemorações do 71º aniversário do Dia da República da Índia, em Nova Delhi.

O chefe de Estado brasileiro destacou que, durante a viagem, entre os dias 24 e 27 de janeiro, serão realizadas diversas reuniões e vários acordos serão assinados. “Será excelente no meu entender”, afirmou.

Jair Bolsonaro durante visita ao Templo de Akshardham Foto: Alan Santos/PR

No dia 25, estão previstos encontros de Bolsonaro com o primeiro-ministro, Narendra Modi, e com o presidente indiano, Ram Nath Kovind. Os principais temas da agenda bilateral a serem debatidos são comércio e investimentos; cooperação em energia, ciência, tecnologia e inovação, agricultura e defesa; diálogo político e coordenação em foros internacionais. 

Transações

A Índia é o quarto maior parceiro comercial do Brasil na Ásia. O fluxo bilateral atingiu US$ 7,02 bilhões em 2019 (valor na média dos últimos cinco anos). O país constituiu o 18º destino das exportações brasileiras e a sexta origem das importações.

Em 2019, o Brasil exportou para a Índia US$ 2,76 bilhões e importou US$ 4,26 bilhões. As importações brasileiras se concentram em produtos manufaturados, sobretudo, químicos orgânicos e farmacêuticos, enquanto as exportações compreendem uma maioria de produtos básicos (46%) e semimanufaturados (35%), com destaque para combustíveis, minérios e produtos agrícolas. 

Dentre os investimentos indianos no Brasil, destacam-se aqueles no setor de transmissão de energia, defensivos agrícolas e fabricação de veículos pesados. No sentido contrário, destacam-se investimentos brasileiros em setores como motores elétricos, terminais bancários e componentes de veículos pesados.