Notícias

QUALIFICAÇÃO

MTur e UFT iniciam curso de Atrativos Naturais para Guias de Turismo

Ao todo, 260 profissionais das regiões Norte e Centro-Oeste participarão da qualificação
Publicado em 10/09/2021 13h59
10.09.2021_Matéria Aula_Inaugural .png

Aula inaugural deu boas-vindas aos novos alunos e trouxe a importância do curso para a capacitação profissional. Crédito: Internet

O Ministério do Turismo e a Universidade Federal do Tocantins (UFT) iniciaram nesta quinta-feira (09.09) o Curso de Especialização em Atrativos Naturais para Guias de Turismo das regiões Norte e Centro-Oeste. A abertura da qualificação foi realizada em uma cerimônia virtual, que contou com a participação dos novos alunos e do secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, William França. Ao todo, 260 profissionais da categoria, inscritos no Cadastur como “Guia Regional”, se inscreveram para participar da capacitação, oferecida gratuitamente.

Para o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, a qualificação é mais um benefício ofertado a estes trabalhadores, que serão muito demandados neste momento de retomada. “Estamos em um momento em que os nossos atrativos naturais estão em voga e estão sendo bastante procurados pelos turistas. Nada melhor do que capacitar estes guias em temas que serão úteis para a preservação dos nossos bens naturais e, consequentemente, para a formação de profissionais conscientes”, destaca.

A capacitação abordará aspectos e conceitos relacionados a turismo de natureza, ecologia, sociobiodiversidade e educação ambiental, além de apresentar aos cursistas as possibilidades de operacionalização junto à atividade turística. A iniciativa tem como objetivo formar profissionais com capacidade técnica para agir de maneira crítica no planejamento e na gestão de atrativos naturais no Norte e Centro-Oeste do país, com foco na sustentabilidade e na proteção da sociobiodiversidade.

Durante a sua participação na cerimônia, o secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, William França, pontuou a importância do curso para guias de 10 estados e do Distrito Federal. “Diferentemente da maioria dos cursos que estamos lançando desde o início da pandemia, esse irá trabalhar a parte prática, levando todos para conhecer de perto os atrativos turísticos da sua região. O investimento na qualificação feito hoje será recompensado e, com toda a certeza, renderá os melhores resultados nas suas carreiras profissionais”, concluiu.

O reitor da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Luis Eduardo Bovolato, ressaltou a necessidade da qualificação para o fortalecimento do setor. “O principal é o preparo e a qualificação de mão de obra para lidar com o público que demanda, quer conhecer e vivenciar esses diferentes atrativos e as diferentes potencialidades de cada um dos estados que se fazem presentes aqui nesse projeto. Portanto, eu tenho certeza que esse curso dará condição para que os participantes possam se sentir mais preparados e qualificados para colaborarem no fortalecimento do turismo”, finalizou.

O curso de Atrativos Naturais possui carga horária de 200h, sendo 160h de aulas teóricas, na modalidade de ensino a distância, e 40h de aulas práticas. A capacitação será realizada ao longo de seis meses e meio.

Por Victor Maciel

Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo

Viagens e Turismo