Notícias

GUIAS

MTur celebra Dia Internacional dos Guias de Turismo

Profissionais do setor contam os encantos do ofício, um dos mais importantes para o turismo
Publicado em 22/02/2021 17h25 Atualizado em 24/02/2021 14h23

Guias de turismo celebram Dia Internacional. Crédito: Bruna Brandão/MTur

O escritório deles é na praia, na cachoeira ou com vista para as montanhas. Os colegas de trabalho mudam todos os dias, têm sotaques diferentes e, às vezes, falam outra língua. A rotina é repleta de paisagens, informações e pode se passar em passeios de barco ou em visitas a monumentos e museus. Um trabalho encantador feito com muita seriedade e profissionalismo por aqueles que estão na ponta e fazem a magia acontecer: os guias de turismo. E para homenagear esses profissionais no Dia Internacional dos Guias de Turismo, celebrado no último domingo (21.02), o Ministério do Turismo perguntou a alguns deles qual a melhor parte do ofício.

Para Alberto Augusto, guia que atua na cidade de Fortaleza (CE), o que o motiva todos os dias é garantir a alegria dos turistas na visita. "O melhor é ver a satisfação do visitante ao experimentar as maravilhas da nossa terra, do lugar onde eu vivo. Não tem preço saber que eles vão embora felizes, com boas memórias. Vão embora com vontade de voltar”, destaca.

O brilho no olhar dos turistas é o mais gratificante para Silvana Rós, guia de turismo em Salvador (BA) há 11 anos. "A melhor parte é quando eu percebo que descortinei o olhar do turista para a história, para a cultura, para a nossa essência e para a identidade baiana e soteropolitana. Eu amo o que eu faço e coloco muito amor na minha profissão".

Já para Renato Pereira, guia de Blumenau, cidade histórica de Santa Catarina, a profissão é sinônimo de encantamento. “Nosso trabalho é encantar as pessoas. Recebo visitantes de todos os estados e países e nosso trabalho é deixá-los fascinados com as belezas da nossa região. Conheço pessoas diferentes todos os dias e aprendo muito com todas elas a cada passeio e visita que faço”, comenta.

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, parabenizou todos os guias do Brasil e ressaltou a importância de o profissional se formalizar junto ao Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos do MTur (Cadastur) para uma atuação de qualidade.

“Os guias são fundamentais para o desenvolvimento do turismo, para a promoção dos nossos destinos e para a satisfação dos nossos visitantes. Por isso, é essencial que todos estejam devidamente cadastrados no Cadastur e que todos se adequem à nova realidade exigida pela pandemia, a partir da adoção do selo Turismo Responsável do MTur”, destacou o ministro.

CADASTUR - A profissão de guia de turismo foi regularizada no Brasil em 1993. Para exercê-la, é obrigatório o registro no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur). O sistema busca promover o ordenamento, a formalização e a legalização dos prestadores de serviços turísticos no Brasil, por meio do cadastro de empresas e profissionais do ramo. Além de garantir diversas vantagens e oportunidade de negócios a empreendedores, a plataforma proporciona uma importante fonte de consulta para o turista. O registro é feito de forma totalmente online e gratuita. Clique AQUI para se cadastrar.

SELO TURISMO RESPONSÁVEL - Atualmente, mais de 26 mil empreendimentos brasileiros contam com o selo Turismo Responsável Limpo e Seguro do Ministério do Turismo. O selo está disponível para 15 segmentos, como guias de turismo, meios de hospedagem, parques temáticos, restaurantes, cafeterias, bares, centros de convenções, feiras, exposições, dentre outros. Cada atividade possui um protocolo sanitário específico, elaborado em parceria com empresas e instituições ligadas ao setor (trade), a partir de diretrizes internacionais. Também há um protocolo destinado exclusivamente aos turistas, com atitudes de cada um que protegem a todos. Clique AQUI para aderir gratuitamente ao selo.

QUALIFICAÇÃO - O Ministério do Turismo promove cursos online e gratuitos para a capacitação de guias e profissionais de turismo como o de Atendimento ao Turista Brasil Braços Abertos e o de Gestor de Turismo. Além disso, o MTur é parceiro de diversas instituições de ensino que oferecem qualificações para ampliar o campo de conhecimento e dar oportunidade para que os profissionais se destaquem no mercado de trabalho.

O curso Especialização Técnica em Atrativos Culturais em Turismo das Regiões Norte e Centro-Oeste do Brasil (ANCTUR), por exemplo, está com inscrições abertas até o dia 28.02 e oferece 278 vagas a guias de turismo. (Clique AQUI para se inscrever)

O Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS), em parceria com o MTur, também está com inscrições abertas para diversos cursos de capacitação em turismo ou áreas correlatas. Clique AQUI para ver os cursos disponíveis.


Por Vanessa Castro

Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo

Viagens e Turismo