Notícias

TURISMO SEGURO

Ministros do Turismo e da Saúde defendem certificado de vacinação como aliado do turismo nacional

Objetivo é possibilitar o retorno seguro das atividades turísticas em todo o país na medida em que avança a imunização de brasileiros contra a Covid-19
Publicado em 07/04/2021 16h48
06.04.2021 - Reunião ministros do Turismo e Saúde - Crédito Roberto Castro MTur.jpg

Mais de 22,5 milhões de brasileiros foram vacinados. A aplicação das doses fica registrada no aplicativo Conecte SUS. Crédito: Roberto Castro/MTur

Nesta terça-feira (06.04), os ministros do Turismo, Gilson Machado Neto, e da Saúde, Marcelo Queiroga, firmaram uma parceria para incentivar o uso do certificado digital de vacinação por prefeitos e governadores. E, desta forma, a critérios dos gestores locais, possibilitar a retomada segura das atividades turísticas em todo o país. O documento, aliado ao uso dos protocolos de segurança sanitária, pode ser uma ferramenta importante no processo de reabertura e deve potencializar a movimentação de pessoas no território nacional.

O certificado nacional de vacinação contra a Covid-19 já pode ser emitido pelo aplicativo Conecte SUS e, em breve, também mostrará as demais vacinas do calendário nacional de vacinação. Desenvolvido pelo Ministério da Saúde, também mostra ao cidadão dados de atendimentos realizados, medicamentos distribuídos no SUS e a localização de serviços de saúde.

Atualmente, cada dose aplicada da vacina contra o coronavírus – já são mais de 23 milhões de brasileiros imunizados – é registrada no aplicativo. Assim, quem já tiver se vacinado e acessar a plataforma poderá consultar os detalhes em seu histórico, como o tipo de vacina aplicada, o lote de fabricação e a data em que a dose foi tomada, além de poder emitir, através de um QR Code, a certificação digital.

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, avalia que a confirmação da imunização e a adoção das medidas de proteção, como uso de máscaras, álcool em gel e distanciamento social, pode ser uma das ferramentas utilizadas por gestores municipais e estaduais para permitirem, de forma mais rápida, a liberação de atividades com público, como eventos e campeonatos esportivos. “Esta parceria é importante para que a gente estabeleça um passaporte, através de um instrumento que já existe no Ministério da Saúde, que é o Conecte SUS, que vai gerar um QR Code. Com isso, as pessoas podem voltar a ter acesso no curto prazo a estádios de futebol, a eventos, a bares e restaurantes, não esquecendo dos protocolos de segurança”, ressaltou.

O ministro Marcelo Queiroga também reforçou a importância do turismo seguro e reafirmou o compromisso do governo federal em ampliar o número de brasileiros vacinados. “Somos um só governo e um só povo unido para vencer uma emergência sanitária de natureza internacional. Então, a chave desta vitória contra a Covid-19 é a vacinação. O Brasil é reconhecido como um dos países que melhor vacina a sua população através do nosso Programa Nacional de Imunizações. A prova é o certificado, o passaporte da imunidade que pode ser obtido no Conecte SUS”, explicou.

CONECTE SUS – O aplicativo, entre outras informações de saúde, possibilita o controle da vacinação contra a Covid-19 na palma da mão. O Conecte SUS já está disponível para celulares nas lojas virtuais Google Play (Android) e Apple Store (IOS). Pode ser acessado também de qualquer computador com internet, por meio da plataforma Conecte SUS, clicando AQUI. O cadastro é simples e pode ser feito com o CPF.

Apesar de a vacinação não estar condicionada ao uso do Conecte SUS, a ferramenta é uma forma simples e rápida de acessar o resultado de exames de Covid-19 e comprovar a vacinação contra a doença.

APOIO AO TURISMO – Desde o início da pandemia, o governo federal atuou para reduzir os efeitos da Covid-19 no turismo – um dos setores mais impactados. O Ministério do Turismo iniciou uma série de ações com foco na proteção do turismo brasileiro e de seus trabalhadores. Atuou junto à área econômica do governo federal para a garantia de salários e a regulamentação das relações de consumo no segmento. E, ainda, garantiu R$ 5 bilhões em empréstimos por meio do Fundo Geral do Turismo (Fungetur).

O MTur lançou ainda o Selo Turismo Responsável, para estimular a adesão de todo o setor no Brasil a protocolos de proteção contra o coronavírus, trazendo mais segurança a turistas e a trabalhadores. Atualmente, já são mais de 27 mil selos emitidos a estabelecimentos e guias de turismo que aderiram à iniciativa e que, declaradamente, assumiram o compromisso de seguir protocolos de biossegurança.

Viagens e Turismo