Notícias

ABAV EXPO

Com apoio do MTur, Rotas Amazônicas Integradas são case na Abav Expo 2021

Projeto une sete estados do Norte do país em prol da promoção de atrativos turísticos e da pesca esportiva na região
Publicado em 07/10/2021 19h29
07-10-21 ROTAS AMAZÔNIAS INTEGRADAS 01 - CRÉDITO VICTOR ALVES MTUR.png

Bruno Dantas, do Departamento de Turismo do Governo de Roraima, expõe as Rotas Amazônicas Integradas. Crédito: Victor Alves/MTur

A união de sete estados do Norte do país em prol da promoção do turismo de pesca esportiva na região foi um case de sucesso apresentado nesta quinta-feira (07.10) durante a 48ª Abav Expo, em Fortaleza (CE). Com apoio do Ministério do Turismo, a palestra “Um norte para o turismo: as Rotas Amazônicas Integradas” trouxe informações sobre o projeto, que trabalhará o desenvolvimento integrado envolvendo produtos ligados à pesca do Acre, Amazonas, Amapá, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, parabenizou a iniciativa exposta e destacou a importância da união entre os estados brasileiros. “Sabemos do nosso potencial e precisamos unir forças para que esse potencial se torne realidade. As Rotas Amazônicas Integradas são um bom exemplo de como os nossos destinos podem se desenvolver e impulsionar o turismo nestas regiões”, destacou.

A partir da união de esforços, o projeto irá propor alternativas para a divulgação conjunta de produtos trabalhados individualmente pelos estados, a fim de reunir roteiros com perfis turísticos similares e, assim, reforçar a atração de visitantes nacionais e internacionais. Segundo os estados envolvidos, a promoção das rotas será feita por meio de material trilíngue, produzido em parceria entre os órgãos de Turismo, e contará ainda com a criação de um site e material promocional, de forma a expor a região norte e seus atrativos.

Para o diretor do Departamento de Turismo do Governo do Estado de Roraima, Bruno Dantas de Brito, a união das rotas já vem dando resultados aos estados da região. “Ela é uma referência para nós e faz justiça a uma grande região do país que é pouco trabalhada por meio de promoção turística. Esse é um segmento muito importante para ser desenvolvido, e isso, por si só, já foi capaz de ajudar os estados a superarem seus desafios e a trocarem experiências de sucesso que cada estado já tem”, declarou.

Em maio deste ano, o secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo do Ministério do Turismo, William França, participou da assinatura da Carta do Turismo da Amazônia, em Roraima. Além da criação das Rotas Amazônicas Integradas, o documento previa a elaboração de um calendário de eventos híbridos (presenciais e virtuais) da região para apresentar os segmentos prioritários de cada estado.

 

Por Victor Alves

Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo

Viagens e Turismo