Notícias

NOSSAS HISTÓRIAS

Barragem do Jucazinho transforma agreste pernambucano em polo moderno e produtivo

Publicado em 02/09/2021 09h29 Atualizado em 02/09/2021 09h36
bf244241-c9f8-4a91-af20-28ca039d6c02.jfif

Em 1998, O Departamento Nacional de Obras Contra as Secas concluiu a implantação da barragem Engenheiro Antônio Gouveia. Este empreendimento, popularmente denominado de barragem Jucazinho, contempla os municípios de Cumaru e Surumbim, ambos no Estado de Pernambuco.

Com capacidade total de acumulação de 327.035.812 metros cúbicos d'água, Jucazinho é uma barragem estilo CCR ( concreto compactado em rolo), executada nos padrões da avançada e contemporânea tecnologia, possuindo altura máxima de 63,2 metros, extensão pelo coroamento de 442,0 metros e um vertedouro principal com 170 metros de comprimento.

Caracteriza-se como uma barragem de usos múltiplos, com destaque para o abastecimento de 50 localidades do agreste pernambucano, a irrigação mais de seis mil hectares de terras e a produção de aproximadamente 500 toneladas de pescado por ano.
A implantação dessa barragem foi mais uma importante contribuição do DNOCS para transformar Estado Pernambuco em um polo moderno e produtivo.