Notícias

Fundo IBAS: Brasil e Centro de Excelência desenvolvem projeto na República do Congo

Projeto reforça a importância da Cooperação Sul-Sul Trilateral.
Publicado em 17/11/2021 16h38 Atualizado em 17/11/2021 16h46

ProjetoFundoIBAS_FotoWFPO Fundo Índia-Brasil-África do Sul (Fundo IBAS) promoveu a doação de US$ 1 milhão para o Programa Mundial de Alimentos (PMA), que irá implementar um projeto-piloto no campo da agricultura na República do Congo (RC).

O Brasil fornecerá assistência técnica e compartilhará sua reconhecida experiência mundial em agricultura voltada para pequenos produtores e em programas de alimentação escolar com os parceiros nacionais da RC. Este projeto ampliará a visibilidade global do Brasil e do PMA como parceiros de Cooperação Sul-Sul Trilateral (CSST) em prol de um mundo com fome zero.

O projeto será executado conjuntamente pelo Escritório Nacional do PMA na RC, pelo Centro de Excelência contra a Fome do PMA (CdE/PMA), em Brasília, e pela equipe global de CSST da Divisão Humanitária e de Desenvolvimento do PMA, e acompanhado pela Agência Brasileira de Cooperação (ABC), do Ministério das Relações Exteriores (MRE). A iniciativa visa fortalecer a capacidade institucional dos pequenos produtores rurais pra ampliar seu acesso aos mercados locais, inclusive através de programas de alimentação escolar.

 Esta é a primeira vez que o Programa Mundial de Alimentos (PMA) colabora com o Fundo IBAS, constituindo um marco importante na expansão das atividades de CSST. 

A primeira reunião virtual entre todos os parceiros ocorreu em outubro de 2021, e contou com a participação do Embaixador do Brasil na República do Congo, senhor Renato Soares Menezes.

IBAS

O Fórum de Diálogo Índia, Brasil e África do Sul (IBAS) foi criado em junho de 2003. O mecanismo, que congrega três grandes democracias multiétnicas do mundo em desenvolvimento, envolve coordenação política, cooperação setorial e cooperação com terceiros países.

O Fundo financia, desde 2004, projetos de infraestrutura social em países de menor desenvolvimento relativo (PMDRs). Seus recursos são administrados pelo Escritório das Nações Unidas para a Cooperação Sul-Sul (UNOSSC), e repassados aos projetos aprovados.

Foto: Centro de Excelência contra a Fome do PMA (CdE/PMA)