Notícias

Brasil apoia luta contra o trabalho infantil no Mali

Para reforçar a fiscalização contra o trabalho infantil nas áreas produtoras de algodão do Mali, o Brasil doou dez motocicletas à Direção Nacional do Trabalho (DNT)
Publicado em 05/01/2022 10h14 Atualizado em 05/01/2022 10h20

moto_mali.jpegA Agência Brasileira de Cooperação (ABC), do Ministério das Relações Exteriores (MRE), doou dez motocicletas e dez capacetes para serem utilizados por Agentes de Inspeção do Trabalho no Mali, em suas ações de fiscalização contra o trabalho infantil. A iniciativa se realiza no âmbito do projeto de Cooperação Sul-Sul "Algodão com Trabalho Decente", coordenado pela ABC e implementado em parceria com a Organização Internacional do Trabalho (OIT), com financiamento do Instituto Brasileiro do Algodão (IBA).

A entrega da doação foi realizada pelo Embaixador do Brasil no Mali, Carlos Eduardo Ribas, que reafirmou o compromisso brasileiro, em conjunto com a OIT, de promover a Agenda do Trabalho Decente entre os países em desenvolvimento. “Essa ação centra-se no respeito aos direitos trabalhistas e em mais e melhores empregos para homens e mulheres”, afirmou. Segundo o diplomata brasileiro, as motocicletas  fortalecerão as capacidades de movimentação e ação dos fiscais do trabalho nas zonas produtoras de algodão, no interior do país.

O setor agrícola é um dos que emprega o maior número de crianças trabalhadoras no Mali. “O trabalho infantil é especialmente requisitado para a colheita, limpeza dos campos, preparação do solo e aragem, capina e semeadura. A partir dos 14-15 anos, as crianças começam a usar o cabo do arado para arar e trabalham nas atividades de semeadura, capina, colheita e, muitas vezes, aplicação de fertilizantes. Em geral, os adolescentes de 16-17 anos são considerados adultos e trabalham em todas as atividades agrícolas, inclusive nas atividades de tratamento químico das lavouras”, comentou o Representante da OIT no Mali, Frederic Lapeyre.

 Segundo Lapeyre, a luta contra o trabalho infantil deve passar necessariamente pela conscientização, mediação e melhoria das condições de trabalho dos fiscais do trabalho. O Diretor da DNT, Fassoum Coulibaly, que recebeu as motocicletas doadas pela cooperação brasileira,  comprometeu-se a fazer uso criterioso dessas máquinas.

A iniciativa de cooperação "Algodão com Trabalho Decente" tem como foco os agricultores familiares e busca promover o trabalho decente na cadeia produtiva da fibra, por meio de sistematização, compartilhamento e adaptação de experiências brasileiras de combate ao trabalho infantil.

moto_mali2.jpeg

moto_mali3.jpeg

moto_mali4.jpeg

moto_mali5.jpeg