Notícias

Presidente Bolsonaro sanciona lei que denomina o Aeroporto Prefeito Orlando Marinho, no Amazonas

O terminal aéreo, sediado no município de Tefé, é essencial para o crescimento da região e do comércio local
Publicado em 09/09/2021 10h00
Aeroporto.jpg

- Foto: Divulgação/Infraero

O presidente da República, Jair Bolsonaro, sancionou lei que denomina "Aeroporto Prefeito Orlando Marinho" o antigo Aeroporto de Tefé, sediado no município de Tefé, no Amazonas.  De acordo com a proposição, a iniciativa visa homenagear essa personalidade brasileira ao nomear um terminal aéreo essencial para o crescimento da região e do comércio local. O aeroporto também cumpre papel social importante no transporte de enfermos e missões humanitárias dos municípios próximos.

Orlando Marinho nasceu em 21 de novembro de 1925, no município de Atalaia do Norte, Alagoas, e foi o primeiro delegado da Receita Federal. O homenageado estudou na Escola do Comércio, em Maceió, formou-se em Ciências Contábeis e participou, em 1949, de concurso público, sendo aprovado para Fiscal de Rendas da Receita Federal. Em 1952, foi designado para a cidade amazonense de Tefé e exerceu a função de Coletor Federal de Impostos.

Em 1959, foi eleito Prefeito Municipal da cidade de Tefé pelo voto direto da população. Ele contribuiu significativamente para o desenvolvimento do estado do Amazonas e da cidade de Tefé, destacando-se também pela implantação da Agência da Receita em Caracaraí e dos Postos de Fiscalização em Pacaraima e Bonfim, dentre outras ações.

Posteriormente, retomou as suas atribuições no Ministério da Fazenda como Inspetor da Receita Federal, em Tabatinga, na fronteira do Brasil, Colômbia e Peru. Em 1973, passou a chefiar a Agência da Receita Federal em Boa Vista, Roraima. Em 1979, a Agência foi transformada em Delegacia da Receita Federal, chefiada por ele até a sua aposentadoria.

Orlando Marinho foi casado com a senhora Tereza Norma Gonçalves da Silva e teve um casal de filhos, Gisele da Silva Araújo e Hiran Manuel Gonçalves da Silva, vindo a falecer em 09 de dezembro de 2018, na cidade de Boa Vista.

A sanção presidencial visa homenagear Orlando Marinho por suas contribuições e pelos relevantes serviços prestados, bem como reconhecer o seu amplo conhecimento em administração pública.

Para mais informações:

Ministério da Justiça e Segurança Pública
Telefone: (61) 2025-3000 - (61) 2025-9962