Notícias

Combate ao coronavírus

Palácio do Planalto adota inovações tecnológicas nos protocolos de limpeza

Rotina começou em março. Inclui desinfecção das áreas comuns com máquinas de alta tecnologia, limpeza detalhada de equipamentos e ampliação do fornecimento de dispenser de álcool em gel nas áreas comuns do Palácio do Planalto
limpeza_corredor.jpg

foto_02.jpg A limpeza de áreas comuns do Palácio do Planalto foi intensificada desde março, com o surgimento do novo coronavírus. Em abril, com a chegada de novas máquinas de limpeza de alta tecnologia, o trabalho ganhou mais velocidade e qualidade.

A frequência dos procedimentos de higienização diária realizada nas salas foi ampliada, com atenção especial às superfícies e aos equipamentos com maior probabilidade de contato interpessoal. O objetivo é minimizar a possibilidade de propagação da Covid-19 nas dependências da Presidência da República e garantir a segurança de todos os servidores e colaboradores do órgão.

As rotinas incluem a elaboração de cronograma de desinfecção para as áreas comuns e salas administrativas, as quais são atendidas mediante agendamento.

Os equipamentos de última geração e alta performance foram adquiridos por meio do novo contrato de prestação de serviços de limpeza. A limpeza, que antes era majoritariamente manual, agora adota um modelo de execução automatizado, que se mostrou mais produtivo e mais ágil.

foto_03.jpg

“A nova contratação de serviços de limpeza e conservação da Presidência da República tem como principais características a modernização das técnicas e tecnologias empregadas e o aumento da produtividade, o que gera maior eficiência e contribui para o aprimoramento dos serviços prestados”, explicou o Secretário Especial de Administração da Secretaria-Geral da Presidência da República, Clóvis Curado.

O Planalto ainda realizou a aquisição adicional de dispenser para álcool em gel para todas as suas dependências, seus Anexos e adjacências, para assepsia de servidores, colaboradores e visitantes. Hoje 494 unidades estão estrategicamente distribuídas.

Procedimentos de Higienização

A limpeza de áreas com maior fluxo de pessoas - banheiros, corredores (incluindo vidraças), corrimãos e elevadores - consiste num processo de desinfecção e higienização das superfícies, com produtos adequados.

Em banheiros, área extremamente crítica, é utilizada uma máquina de alta pressão para a aplicação dos produtos e, após um intervalo de tempo, aplica-se um jato de água, também com alta pressão. Por fim, com um equipamento de secagem rápida, retira-se o excesso de água do ambiente.

Nas demais áreas, utiliza-se uma bomba de pulverização. Com esse equipamento, a operação é realizada em ambientes em que não é possível o uso dos aparelhos que produzem umidade, e que seu uso poderia danificar as instalações. Após um período, se promove a operação de secagem.

 

Cuidados pessoais

foto_05.jpg A equipe de limpeza recebeu treinamento apropriado para operar os equipamentos adquiridos pela Presidência e realiza todos os procedimentos munida com equipamentos de proteção individual adequados ao desempenho de suas atribuições. 

A Secretaria-Geral da Presidência da República, desde o início da pandemia, promove orientações sobre cuidados pessoais aos servidores e colaboradores, seja por meio de painéis, e-mails ou textos informativos na intranet. Dentre essas orientações, destaque para a higienização das mãos, uso correto de máscaras, distanciamento social e, inclusive, sobre os cuidados necessários ao chegar em casa, após o trabalho.

 

 Acesse as notas sobre o tema:
Nota à imprensa 2/2020
Nota à imprensa 3/2020
Nota à imprensa 4/2020