Notícias

Educação

DNIT participa de abertura oficial do Maio Amarelo

Evento foi transmitido por videoconferência com a participação de diversas entidades
Publicado em 03/05/2021 18h07
materia_site-maio-amarelo.png

A 8° cerimônia de abertura da campanha Maio Amarelo 2021 aconteceu nesta segunda-feira (03), de forma remota, com a participação de diversas entidades. Marcello Costa, Secretário Nacional de Transportes Terrestres do Ministério de Infraestrutura, Júlio César Donelli Pellizzon, Coordenador de Multas e Educação para o trânsito do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Frederico Carneiro, Diretor Geral do DENATRAN, Nils Hedberg Grimlund da Embaixada da Suécia no Brasil, Francisco Garonce, representante do Observatório Nacional de Segurança Viária, entre outros. A cerimônia foi conduzida por Everaldo Valenga, Coordenador Geral de Educação e Saúde para o Trânsito (DENATRAN).

O objetivo do movimento Maio Amarelo é sensibilizar motoristas, motociclistas, pedestres, passageiros e ciclistas sobre a responsabilidade para a segurança no trânsito. O tema desse ano é: ''Responsabilidade e Respeito: pratique no trânsito''. A campanha chama a atenção para o cuidado dentro e fora das ruas.

Em 2021, a Organização das Nações Unidas (ONU) e a Organização Mundial da Saúde (OMS) novamente propõem uma 2ª Década de Ação, com o mesmo objetivo da anterior: chamar a atenção dos países para o alto número de mortos e feridos no trânsito de todo o mundo e reduzir em 50%, nos próximos dez anos o número total de mortes no trânsito.

Segundo Marcello Costa, "se a nossa sociedade, nossas entidades entenderem que cada uma delas tem um papel fundamental nessa percepção das metas e dos objetivos, se unirmos os governos: federal, estadual e municipal, as organizações que trabalham no trânsito, no transporte e na logística do país, as entidades civis que acompanham as organizações não governamentais e todos que tenham interesse pelo tema no país e dividir e coordenar essas ações, conseguiremos nessa década fazer mais e fazer diferente. Somente com a ação responsável de todos, os objetivos estipulados serão alcançados."

Julio César Pellizzon disse que “além da engenharia das rodovias e da resolução de conflitos entre ferrovias e rodovias de modo a contribuir com a segurança viária no trânsito, o DNIT também desenvolve ações de fiscalização, como o controle da velocidade, o controle do peso dos veículos de carga e desenvolve ações voltadas para a educação no trânsito, como o programa Conexão DNIT”

O Conexão DNIT é um Programa Nacional de Educação para o Trânsito pautado na transversalidade. Ele capacita professores do ensino público e privado dos municípios interceptados por rodovias do DNIT. O objetivo do programa é levar o conteúdo de educação para o trânsito até as salas de aula, ao longo de todo o ano letivo, como parte do currículo escolar e, assim, promover práticas que preservem a vida no trânsito. Tudo conforme as Orientações Nacionais de Educação para o Trânsito, do Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN) e de acordo com os objetos de conhecimento previstos pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para cada disciplina e ano escolar. Atualmente, o Conexão conta com 203 escolas e 614 professores. A expectativa para este ano é ampliar e capacitar mais de 1500 profissionais da educação.

Júlio César Pellizzon ainda afirmou que "educar para o trânsito é um processo lento e um trabalho de formiguinha, mas que com esforços de toda a sociedade será alcançado".

Durante todo o mês de maio, a Esplanada dos Ministérios e diversos órgãos públicos do país estarão iluminados com a cor amarela, que representa a atenção na sinalização de advertência no trânsito e que simboliza o movimento.

Coordenação-Geral de Comunicação Social - DNIT