Notícias

Ministro André Mendonça anuncia reforço policial na divisa e repasse de R$ 26 milhões durante visita ao Rio Grande do Norte

Agenda de ações de fortalecimento à segurança pública também foi marcada pela maior operação policial já realizada no estado
Publicado em 12/02/2021 19h06 Atualizado em 15/02/2021 08h52
626d0aab-7940-48a4-9d44-fd940ca45809.jfif

Crédito: Daniel Estevão

Natal, 12/02/2021 - Para auxiliar o combate ao crime organizado e à criminalidade violenta do Rio Grande do Norte, o ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, foi até o estado para cumprir a "Agenda Segurança Pública 2021. Sistema Único de Segurança Pública fortalecido, cidadão mais seguro”. Na ocasião, o ministro acompanhou o trabalho da “Integração 167”, a maior operação policial registrada no estado, e anunciou a chegada do Programa Nacional de Segurança nas Fronteiras e Divisas (VIGIA), que de julho de 2020 até o momento já apreendeu mais de 400 toneladas de drogas nos 11 estados brasileiros em que atua.

Em coletiva de imprensa, o ministro declarou também o repasse de R$ 26 milhões para o estado potiguar investir nas aquisições de equipamentos, viaturas e capacitações dos profissionais. Os recursos são do Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP). “Hoje, estamos liberando cerca de R$ 12 milhões para aplicação imediata em políticas públicas na área de segurança pública. Além disso, outros R$ 14,7 milhões para construção do instituto técnico de perícias do Rio Grande do Norte”, destacou.

Todas as ações fazem parte das estratégias do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) para uma atuação conjunta, sistêmica, integrada e coordenada do Governo Federal com os estados, priorizando assim o fortalecimento do Sistema Único de Segurança Pública (Susp). “Queremos que os polícias tenham o melhor treinamento, o melhor equipamento e que o povo do Rio Grande do Norte tenha segurança pública. 2021 será o ano da segurança pública. É esse o nosso empenho e é esse o nosso compromisso”, frisou Mendonça.

Durante toda a sexta-feira, o ministro acompanhou de perto a realidade da segurança pública do RN. Visitou a Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, na Grande Natal; o 9º Batalhão da Polícia Militar e a Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), junto com a comitiva formada pelo secretário Nacional de Segurança Pública (Senasp), Renato Paim; o secretário de Ensino e Gestão em Segurança Pública (Segen), Joselio Azevedo; o secretário de Operações Integradas (Seopi), Jeferson Lisbôa; e a diretora-geral do Departamento Penitenciário (Depen), Tânia Fogaça.

Crédito: Daniel Estevão

Operação

A operação “Integração 167” foi batizada com esse nome em alusão aos 167 municípios do RN. Ao todo, participaram da ação 2.346 agentes de segurança, que resultou em 154 pessoas presas.

Homenagens

Durante cerimônia, o ministro André Mendonça e a governadora Fátima Bezerra entregaram o Diploma de Honra ao Mérito da Segurança Pública e Defesa Social a seis profissionais de segurança pública do Rio Grande do Norte que se destacaram no cumprimento de suas funções. A homenagem foi instituída pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (Portaria nº 38/2020) para reconhecer e homenagear agentes da segurança pública, personalidades ou instituições que tenham se destacado em atuações, ações e contribuições em prol da área e dos assuntos da segurança pública e defesa social.

Forças-tarefas SUSP de Combate ao Crime Organizado

O Rio Grande do Norte foi um dos primeiros estados a aderir ao programa Forças-Tarefas SUSP de Combate ao Crime Organizado, lançado em janeiro deste ano pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública. O programa terá ações nas cidades de Mossoró e em Natal.

O objetivo é reduzir os indicadores de crimes praticados por membros de organizações criminosas, como homicídio, latrocínio, tráfico de drogas, roubos a bancos, cargas e veículos.

Justiça e Segurança