Notícias

Metacosmologia é tema de novo livro de emérito do CBPF

Publicado em 10/11/2021 16h00
Livro Novelo_Quantum e Cosmos.jpeg

O pesquisador emérito do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), no Rio de Janeiro (RJ), Mario Novello, lançou recentemente pela editora Contraponto o livro ‘Quantum e Cosmos: introdução à metacosmologia’’.

“A conjectura segundo a qual o universo terá um fim em um grande cataclismo (Big Crunch) é tão ingênua quanto o processo inverso de sua eventual origem (Big Bang). [...] O Universo ainda está em formação, é inacabado, eternamente inacabado, imerso em um processo contínuo de formação, criação e destruição. Assim como este universo criou a si mesmo a partir de um vazio, quando ele se destruir sobrará o vazio. A partir desse vazio um novo Universo se construirá. E depois? Hoje, não temos nenhum indício que permita afirmar que esse processo de criação e destruição tenha um fim”, apresenta a contracapa da publicação.

O livro está com 40% de desconto no site da editora.

 

A seguir, o comentário inicial do livro:

Desde sempre, o homem foi atraído pelo esplendor do Universo. Adentrar a cosmologia, usar a razão e o método cientifico para perscrutar o Universo deveria ser um momento grandioso do pensamento.

Mas, ao longo do século XX, a cosmologia encolheu esse maravilhamento, deixando em seu lugar equações que não fazem sentido para a grande maioria dos não iniciados e cuja interpretação não aprofunda a reflexão sobre o mundo.

A acreditarmos em Heidegger, a ciência não pode mais ser entendida como um valor de civilização. Tornou-se um afazer técnico e prático. No caminho em que se desenvolveu, não permite produzir modos de pensar amplos, capazes de despertar o espírito e produzir reflexão sobre o mundo.

Contrariamente a essa visão negativa do filósofo, veremos que a cosmologia está gerando um movimento de ideias que vão na direção oposta, permitindo um despertar do espírito. Em particular, veremos como certa atividade, construída a partir da análise da estrutura do Universo, deu origem a um caminho de renovação do pensamento, que chamaremos de metacosmologia. 

De modo preliminar, podemos distinguir a cosmologia, que trata deste Universo, e a metacosmologia, que trata de todos os Universos compossíveis.

Na tarefa de produzir novos modos de pensar, a metacosmologia se apodera, em particular, daquela que Heidegger considera ser a questão fundamental da metafísica: “por que existe alguma coisa em vez de nada?”

Entender como isso foi possível é o objetivo principal deste texto.

Em síntese, trataremos do microcosmo e de suas múltiplas aparências; da distinção sombria entre o real e o virtual; dos múltiplos tempos da física e do tempo único da cosmologia; da dependência cósmica das leis físicas. Daremos então um salto no vazio e mesmo além. Veremos o significado do processo de bifurcação exibido por um cosmos indeciso que limita o determinismo. Exibiremos o mecanismo, descoberto pelos cosmólogos, de um Universo cíclico que produz processos em repetição e as diferenças que podem ocorrer em alguns ciclos. Chegaremos, enfim, ao Universo solidário, antecipado por Giordano Bruno, e à possibilidade de construir uma ética a partir dele.

 

SERVIÇO:

 

Quantum e cosmos: introdução à metacosmologia

Autor: Mario Novello

Editora: Editora Contraponto

Ano: 2021

Páginas: 178

Site onde o livro está disponível para venda:

https://www.contrapontoeditora.com.br/produto.php?id=10039

CV Lattes: http://lattes.cnpq.br/5205000061462210