Reprodução e Transcrição de Documentos

Publicado em 13/10/2016 12h42 Atualizado em 30/11/2020 19h11

Em consonância com as recomendações dos governos Federal, Estadual e Municipal para a contenção da pandemia da COVID-19, causada pelo coronavírus, o serviço de atendimento presencial oferecido pelo Arquivo Nacional está temporariamente fechado.

*      *     *

As atividades de reprodução, de transcrição do acervo e de emissão de certidões atendem à demanda dos usuários, predominando os pedidos decorrentes de exigências administrativas e judiciais. Uma vez localizado o documento original, o consulente pode solicitar o serviço aos setores de Atendimento Presencial ou a Distância, no Rio de Janeiro ou no Distrito Federal, que por sua vez, encaminharão aos setores de reprodução de documentos ou de transcrição e emissão de certidões.

Reprodução do acervo

Entre as finalidades do Arquivo Nacional encontra-se o pleno acesso à informação. Assim, a Instituição autoriza a reprodução do seu acervo.
A reprodução de documentos originais é executada em equipamentos que garantam a integridade do suporte, sendo vedada a reprodução daqueles que apresentem fragilidade que impossibilite o seu manuseio.
Recomendamos que antes de requisitar a reprodução de documentos sejam consultados a Ordem de Seviço nº 003/2013, de 25/09/2013, a Tabela de prazos e valores dos serviços de reprodução e o Termo de utilização de documento. Este deverá ser obrigatoriamente preenchido e entregue ou enviado aos setores de atendimento.

Transcrição paleográfica

O Arquivo Nacional oferece aos interessados o serviço de transcrição paleográfica dos documentos sob sua guarda. A transcrição paleográfica reproduz integralmente o texto ipsis literis, isto é, com todos os elementos constantes do documento. Por requerer, além de atenção, habilidade de leitura e noções de paleografia, todas as transcrições são submetidas a pelo menos duas revisões, numa tentativa de se evitar a ocorrência de erros. Utilizam-se como referência para o trabalho de transcrição as Normas Técnicas para Transcrição e Edição de Documentos Manuscritos, de 1993.

 

Prazos de entrega dos serviços de transcrição paleográfica expressos em dias úteis

até o limite de 5 (cinco) páginas 20 (vinte) dias
até o limite de 10 (dez)
páginas 40 (quarenta) dias
até o limite de 20 (vinte) páginas 60 (sessenta) dias
até o limite de 30 (trinta) páginas 80 (oitenta) dias
acima de 30 (trinta) páginas mediante consulta dos setores de atendimento ao setor de transcrição e emissão de certidões

Para solicitar reprodução ou transcrição de algum documento, para maiores informações ou mesmo para dirimir dúvidas, entre em contato com o Setor de Atendimento a Distância ou ainda com o Setor de Atendimento Presencial na sede do Arquivo Nacional no Rio de Janeiro.

Atendimento a Distância (RJ):

E-mail: consultas@arquivonacional.gov.br

Atendimento Presencial (RJ): TEMPORARIAMENTE INDISPONÍVEL

Endereço: Praça da República, 173, Centro – Rio de Janeiro (RJ)