Notícias

Gestão

ICMBio arrecada mais de R$ 1 milhão em leilão de frota inoperante

Sessenta e quatro bens foram vendidos por valores acima do esperado
Publicado em 30/06/2021 11h57 Atualizado em 30/06/2021 14h43
ICMBio arrecada mais de R$ 1 milhão em leilão de frota inoperante

Parte dos veículos leiloados contabilizavam mais de 10 anos de uso pelo ICMBio. - Foto: MMA

Visando ao princípio da economicidade e eficiência, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) leiloou 64 bens móveis inservíveis, ou seja, inutilizáveis ou ineficientes, pertencentes ao patrimônio. O procedimento administrativo arrecadou mais de R$ 1 milhão, valor acima do esperado pelo instituto.

Foram apresentados lances iniciais mínimos de R$ 100 a R$ 20 mil em motocicletas, caminhonetes, veículos de passeio, sucata de caminhonete, quadriciclo e reboque bomba tanque, itens considerados inservíveis e superados tecnologicamente para a prestação de serviços da autarquia, especialmente nas fiscalizações em campo. Parte dos veículos leiloados contabilizavam mais de 10 anos de uso pelo ICMBio.

Participaram do leilão do ICMBio pessoas físicas e jurídicas, sendo a modalidade Sucata autorizada apenas a empresas credenciadas para desmontagem, reciclagem, recuperação e comercialização de partes e peças de veículos automotores terrestres.

Frota renovada

A iniciativa tem como estratégia a renovação da frota do ICMBio, promovida desde o início do ano com a aquisição de novos veículos. Em março, a autarquia investiu R$ 70 milhões em caminhões e tratores para prevenção de incêndios. Já no mês seguinte, o instituto investiu R$ 5 milhões na entrega de 34 novas viaturas com cabine dupla e tração 4x4. Ainda há previsão de aquisição de mais 250 viaturas este ano.

Ibama

O Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) adquiriu 30 viaturas para a renovação da frota das superintendências do órgão, distribuídas para todo o país. Os veículos serão utilizados para viagens periódicas, programadas ou eventuais onde seja necessária a atuação das equipes do órgão.

A nova frota é composta por modelos equipados com tração 4x4, sirenes e outras funcionalidades adequadas para o atendimento a ocorrências ambientais. Com exceção de São Paulo, que não tem a mesma demanda que outras unidades, os estados do Ceará, Maranhão e Mato Grosso do Sul, além do Distrito Federal, em especial, receberão dois veículos cada.

Entre as atividades previstas para o emprego dos veículos, estão ações de manejo, controle, vigilância, inspeção e monitoramento, cujas demandas e particularidades demandam o emprego de veículos especializados.

 


Com informações do Ministério do Meio Ambiente