Notícias

ABRIL MARROM

Referência na Paraíba, HULW realiza mais de 108 mil consultas oftalmológicas em uma década

No mesmo período, hospital realizou 12,5 mil procedimentos cirúrgicos relacionados à visão
Publicado em 27/04/2021 15h58 Atualizado em 27/04/2021 16h20
Unidade da Visão do HULW

Dentre os serviços ofertados pela Unidade da Visão do HULW, estão consultas em oftalmologia, exames e cirurgias

Referência em toda a Paraíba na prevenção e tratamento de doenças oculares, o Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW-UFPB) realizou, nos últimos dez anos, mais de 108 mil consultas oftalmológicas, além de 12,5 mil procedimentos cirúrgicos relacionados à visão. Nesta quarta-feira (28/04), médicos residentes do centro de saúde vão realizar uma atividade educativa para marcar o Abril Marrom, campanha que tem o objetivo de prevenir e combater as diversas espécies de cegueira.

Conforme a chefe da Unidade da Visão do HULW, Thaís Grilo, os residentes de Oftalmologia farão uma atividade educativa, às 7h30, fornecendo orientações aos usuários sobre as principais doenças que causam cegueira e os meios de prevenção. Para reforçar o conteúdo que será repassado aos pacientes, foi produzido um banner com informações pertinentes ao tema, com dados sobre catarata, glaucoma e retinopatia diabética, que estão entre as doenças que mais causam cegueira.

Thaís Grilo reforça que ações educativas na Unidade da Visão do HULW são muito importantes e necessárias para um bom trabalho de conscientização dos usuários, visto que o hospital é referência em oftalmologia para toda a Paraíba. Os dados estatísticos do Ministério da Saúde ajudam a comprovar tal realidade. Entre fevereiro de 2011 e fevereiro de 2021, o Lauro Wanderley registrou 108.291 consultas médicas em atenção especializada – oftalmologia. No mesmo período, houve 12.561 procedimentos cirúrgicos realizados no hospital por médicos oftalmologistas. Desde dezembro de 2013, o Hospital Universitário Lauro Wanderley é uma das filiais da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal vinculada ao Ministério da Educação (MEC).

SERVIÇOS - na Unidade da Visão, são ofertados os seguintes serviços: consulta em oftalmologia; consulta em subespecialidades (glaucoma, retina, córnea, catarata, plástica ocular, estrabismo e oftalmopediatria); cirurgias de catarata, glaucoma, plástica bem como cirurgias de retirada de calázio, pterígio e tumores; e aplicação de laser e injeção intravítrea, além de exames diversos (tomografia de coerência óptica, campimetria, ecobiometria, ultrassonografia, topografia, gonioscopia, retinogragia, curva diária de pressão ocular e mapeamento de retina).

 Em relação à oftalmopediatria, no período de janeiro a abril de 2021, por exemplo, o Lauro Wanderley terá realizado cinco cirurgias em crianças para remoção de catarata congênita, permitindo assim o desenvolvimento normal da visão e prevenindo a ocorrência de ambliopia e até cegueira. O HULW também é o único serviço público de saúde da Paraíba que realiza a fotocoagulação a laser em recém-nascido prematuro, que é um procedimento contra a Retinopatia da Prematuridade, doença que afeta a retina dos recém-nascidos prematuros e pode levar à cegueira. “Quando nasce um recém-nascido com essa condição em qualquer hospital do Estado, seja na rede pública, seja na rede privada, geralmente o bebê é referenciado para o nosso hospital, para que possa ser feita a fotocoagulação a laser aqui”, afirma Thaís Grilo.

PRIMEIRA CONSULTA REPRESENTA 50% DOS ATENDIMENTOS

“Hoje contamos com 13 oftalmologistas para atender a população nas mais diversas situações, desde uma consulta simples, de rotina, até o tratamento de catarata congênita, edema macular, degeneração macular e retinopatia diabética. Aqui na Unidade da Visão trabalhamos tanto o aspecto preventivo à cegueira, com orientações, diagnóstico precoce e tratamento clínico, como executamos procedimentos cirúrgicos específicos para cada diagnóstico”, explica a chefe da unidade.  

Thaís Grilo também comentou sobre como a população pode ter acesso à assistência. “Cerca de 50% das consultas semanais em nosso ambulatório são designadas ao atendimento de ‘primeira consulta’ dos pacientes que estão na rede de atenção à saúde, seja do município de João Pessoa, seja do Estado da Paraíba. Essas consultas são agendadas pela Regulação Municipal de Saúde e, depois, reguladas para o HULW”, explica.

Após a consulta inicial na Unidade da Visão, é definido se o paciente precisa ou não de atendimento em uma subespecialidade. Em caso positivo, há duas situações: se o usuário for de João Pessoa, o agendamento para o especialista é feito no próprio Hospital Universitário; caso seja de outra cidade, ele precisa retornar ao município de origem para solicitar o agendamento para a subespecialidade.

Angélica Lúcio - Jornalista HULW-UFPB/Ebserh

 

Saúde e Vigilância Sanitária