Notícias

“Nunca tive dúvidas que realizaria o meu parto no HU-UFSC/Ebserh

Publicado em 13/11/2020 13h23 Atualizado em 13/11/2020 13h24
13112020 Minha história.jpeg

Sou acadêmica do curso de graduação em Enfermagem da Universidade Federal de Santa Catarina. Primeiramente, fazer parte desta academia é um grande sonho que está se concretizando. É um privilégio ter nascido na Maternidade do Hospital da UFSC (HU-UFSC/Ebserh), no dia 27 de outubro de 1995 – período da sua inauguração – e atualmente estar gestante.

Por conta disso, estou realizando minha última fase no Alojamento Conjunto do HU. Aqui nasci, aqui estou me formando e aqui vou ter meu primeiro filho. Desde a descoberta da gravidez, nunca tive dúvidas de onde realizaria o meu parto. Sempre tive a certeza do lugar, por estar sempre inserida nessa realidade e confiar plenamente na equipe multiprofissional que aqui atua, estar satisfeita com a atenção integral prestada e na qualidade do atendimento.

Por isso, as minhas expectativas são as melhores: ter um bom acolhimento, cuidado humanizado e, além de tudo, estar em um ambiente amigo da mãe, criança e família.

Sinto- me segura e confiante.

Ketlen Garcia

Acadêmica de Enfermagem atuando na Maternidade do HU, onde nasceu. Hoje, está grávida e faz pré-natal no HU-UFSC.

Sobre a Rede Ebserh

Desde março de 2016, o HU-UFSC faz parte da Rede Ebserh. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas.

Devido a essa natureza educacional, os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.