Notícias

Avanços

Governo Federal investiu R$ 126 milhões em equipamentos de diagnóstico por imagem e tratamento do câncer entre 2019 e 2021

Nos últimos 3 anos Ebserh/MEC instalou 32 equipamentos de grande porte como aceleradores lineares, ressonâncias, tomógrafos, angiógrafos e raios x telecomandados
Publicado em 24/11/2021 15h20 Atualizado em 25/11/2021 18h00
23112021 equipamentos raix telecomandado.jpeg


Brasília (DF)
– A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), vinculada ao Ministério da Educação (MEC), mantendo seu compromisso de reestruturação e modernização tecnológica dos 40 Hospitais Universitários Federais (HUF) da Rede, investiu R$ 126 milhões e disponibilizou 32 novos equipamentos médico-hospitalares de grande porte para os hospitais da Rede entre os anos de 2019 e 2021.

Além do diagnóstico mais rápido e preciso, com os novos equipamentos também será possível ampliar os serviços de tratamento do câncer com os novos aceleradores lineares.

A instalação dos equipamentos apresenta avanços no diagnóstico de patologias das várias áreas da medicina com análise pulmonar, broncoscopia virtual, detecção automática de nódulos, volumetria de nódulos, quantificação de enfisema, scoring cardíaco, quantificação de estenose, supressão automática de ossos, renderização de volume, endoscopia virtual, 3d roadmap, guia de agulha para ablação por radiofrequência e crioablação, entre outras tecnologias.

“Buscamos sempre cumprir de forma exitosa cada etapa que envolve o que foi planejado e a entrega dos equipamentos. Sabemos que ações como essas impactam diretamente na vida do paciente, do professor e do aluno da Rede Ebserh, assim como gera maior eficiência no gasto público”, explica o Diretor de Administração e Infraestrutura, Erlon Dengo.

Para atuar de forma mais planejada e buscar maior eficiência no processo, a Ebserh, por meio da Diretoria de Administração e Infraestrutura, desmembrou o projeto em quatro frentes:

Implementar solução turnkey para tomógrafos e angiógrafos

Modalidade de contratação que integra projetos, obras e equipamentos, com a disponibilização de 8 tomógrafos e 9 equipamentos de angiografia, totalizando um investimento aproximado de R$ 60 milhões de reais. A solução também incluiu treinamentos técnicos avançados para os engenheiros clínicos da Rede Ebserh, de modo a acelerar os atendimentos em caso de parada, proporcionando maior disponibilidade dos equipamentos aos usuários. 

Instalar e disponibilizar equipamentos

Equipamentos que aguardavam finalização da infraestrutura física, resultando na operacionalização de 4 ressonâncias magnéticas, 3 angiógrafos e 4 aparelhos de raios-x telecomandados,  com aproximadamente R$ 40 milhões de reais investidos.

Articulação com o MS

A terceira atuação foi junto ao Ministério da Saúde no contexto da pandemia da COVID-19, na qual foram recebidos e instalados 2 tomógrafos no valor estimado de R$ 6 milhões.

Expansão da Radioterapia

Por fim, a Ebserh também atuou no acompanhamento das construções dos bunkers para instalação de 2 aceleradores lineares do Plano de Expansão da Radioterapia no Sistema Único de Saúde (PERSUS), com valor estimado de R$ 20.000.000,00.