Notícias

Repasse SUS

Ebserh já descentralizou mais de R$ 1,6 bilhão para hospitais universitários federais este ano

Esta semana, foram liberados R$ 107 milhões por prestação de serviços à população
Publicado em 20/11/2020 11h16 Atualizado em 20/11/2020 16h38
Os recursos fazem parte da contrapartida dos centros clínicos por serviços de média e alta complexidades prestados à população

Os recursos fazem parte da contrapartida dos centros clínicos por serviços de média e alta complexidades prestados à população

Brasília (DF) – Em 2020, o valor descentralizado pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), relativo aos serviços prestados pelos hospitais da Rede no âmbito do Serviço Único de Saúde (SUS), é de mais de R$ 1,6 bilhão. Nesta semana, foi liberada a última das 12 parcelas anuais, que totaliza aproximadamente R$ 107 milhões.

Segundo o presidente da Rede Ebserh, Oswaldo Ferreira, os hospitais têm conseguido revisões nos contratos com os gestores SUS locais, o que reflete em mais repasses. “Esses créditos são referentes aos atendimentos que realizamos de forma gratuita para a população. E, quando recebidos, são totalmente revertidos para custear os hospitais, de forma que eles continuem oferecendo assistência de qualidade e totalmente de graça para o cidadão, que já paga seus impostos. É um ciclo virtuoso e quem ganha são os brasileiros”, afirmou Ferreira.

A verba é destinada à manutenção das atividades dos hospitais, ou seja, para aquisição de medicamentos, insumos médico-hospitalares e demais despesas necessárias, visando garantir que essas unidades continuem prestando serviços públicos e gratuitos de qualidade à população nas áreas de saúde, ensino, pesquisa e extensão.

É o caso do Hospital da Universidade Federal de Santa Catarina (HU-UFSC/Ebserh), que recebeu mais de R$ 3,6 milhões. Para a superintendente, Maria de Lourdes Rovaris, essa última parcela, assim como as demais recebidas no decorrer do ano, é fundamental para a manutenção de atividades essenciais e para a continuidade dos serviços oferecidos pelo HU. “Contratos terceirizados de limpeza e higienização, vigilância e manutenção são custeados com esse dinheiro. Também são adquiridos material médico-hospitalares e medicamentos para os pacientes", enumera a gestora.

Sobre a Rede Ebserh

Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Devido a essa natureza educacional, a os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.

Coordenadoria de Comunicação Social da Ebserh

Saúde e Vigilância Sanitária