Notícias

Conhecimento

Apoio logístico e financeiro da Ebserh aos hospitais da Rede é destacado em evento nacional

III Congresso do Hupes/Ebserh debate desafios e conquistas em tempos da pandemia de Covid-19
Publicado em 19/11/2020 16h02
Nesta edição, o evento é totalmente online com palestras transmitidas ao vivo por plataforma digital

Salvador (BA) – Durante a abertura online do III Congresso do Complexo Hupes, ocorrida nesta quinta-feira, 19, cujo enfoque é o combate à pandemia de Covid-19, a atuação da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi destacada. O apoio da Ebserh aos hospitais da Rede – financeiro, logístico e de gestão – refletiu em melhorias em diversas áreas da unidade e, em especial, no atendimento a pacientes infectados ou suspeitos de infecção pelo novo coronavírus. Esse apoio foi ressaltado pelo superintendente do Hospital Universitário Professor Edgard Santos, da Universidade Federal da Bahia e vinculado à Rede Ebserh (Hupes-UFBA/Ebserh/MEC), Antônio Carlos Lemos, durante a cerimônia. “Tínhamos 10 leitos de UTI e hoje temos 28. O hospital nunca teve UTI Pediátrica e hoje tem 8 leitos. Não faltam recursos orçamentários e financeiros por parte da Ebserh. O nosso hospital melhorou muito depois que passou a fazer parte (da Rede Ebserh)", afirmou o gestor local.

Para enfrentar a pandemia, a estatal vinculada ao Ministério da Educação (MEC), que administra 40 hospitais universitários em todo o país, contratou mais de 4 mil profissionais temporários de forma emergencial. Também disponibilizou R$ 274 milhões, recursos do MEC, liberados de acordo com a necessidade e urgência de cada unidade hospitalar. Isso possibilitou a oferta de mais de 1,5 mil leitos nos hospitais e a condução de pesquisas com abordagem em saúde mental do trabalhar, teste de vacinas, novos meios de diagnóstico, além de exames e procedimentos ainda mais eficazes e seguros.

O presidente da Ebserh, Oswaldo Ferreira, salientou a vocação da Ebserh como coadjuvante para apoiar o protagonismo dos hospitais e maternidades. “Tem sido um desafio grande contribuir para que as gestões locais possam desenvolver suas atividades voltadas ao ensino e à pesquisa, além da assistência à saúde. Liberamos recursos financeiros, contratamos pessoal qualificado e utilizamos ferramentas de gestão para planejar, realizar e colher resultados importantes, sempre trabalhando para o bem da formação de profissionais de saúde e para a população que procura os serviços dos nossos hospitais”, disse o presidente.

Oswaldo Ferreira enfatizou ainda o trabalho dos profissionais que atuam na linha de frente da pandemia. “Aprendi a admirar ainda mais o papel dos nossos hospitais e dos trabalhadores que diariamente enfrentam esse inimigo invisível. Vamos continuar apoiando as unidades, sempre buscando o equilíbrio entre a parte de ensino e pesquisa à parte de assistência. Nós não podemos esquecer da vocação universitária dos nossos hospitais”, disse Ferreira.

Evento

O III Congresso do Complexo Hupes, que segue até amanhã, 20, tem como objetivo mobilizar profissionais de diversas áreas do hospital e comunidade em geral para discutir os desafios e as conquistas em tempos da pandemia. Para esta edição, o evento é totalmente online em virtude das medidas restritivas de circulação de pessoas para evitar o contágio do coronavírus.

Para a coordenadora de Gestão da Atenção Hospitalar da Rede Ebserh, Elizabeth Queiroz, a programação do Congresso permite identificar temas que são relevantes ao funcionamento institucional e imprescindíveis em situações críticas. “O contexto pelo qual passamos demanda de nós a constante revisão de certezas, conhecimentos, protocolos e diretrizes com vistas a um bem maior. É muito importante o aumento da produção teórica sobre o tema bem como o desenvolvimento de pesquisas”, frisou

Segundo a chefe da Unidade de Gerenciamento de Atividades de Pós-graduação e coordenadora do evento, Viviane Sarmento, mesmo em tempos de pandemia, o Hupes se manteve na vanguarda do conhecimento na área da saúde, do ensino, da pesquisa e inovação, da extensão e da gestão. “Produzimos saberes, discutimos paradigmas e implementamos mudanças assistenciais, pedagógicas e organizacionais que são agora compartilhadas com a comunidade”, salientou.

Também participou da abertura do Congresso o vice-reitor da UFBA, Paulo César Miguez.

Sobre a Rede Ebserh 

Desde dezembro de 2013, o Hupes-UFBA faz parte da Rede Ebserh. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência. 

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Devido a essa natureza educacional, a os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país. 

Com informações do Hupes-UFBA/Ebserh

Saúde e Vigilância Sanitária