Notícias

INFRAESTRUTURA

DNIT libera ao tráfego viaduto do Arroio do Padre na BR-116/RS

Obras de duplicação da rodovia contam com 93 quilômetros abertos ao trânsito
Publicado em 15/10/2020 08h59
Arroio do Padre1.jpg

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) libera ao tráfego, nesta quinta-feira (15), o viaduto de acesso ao município do Arroio do Padre e segmentos adjacentes na BR-116/RS. A travessia integra as obras de duplicação de 211,2 quilômetros da rodovia, entre Guaíba e Pelotas. Com esta entrega, a duplicação soma 93 quilômetros de nova pista em operação desde agosto de 2019.

Arroio do Padre6.jpg

A obra de duplicação está dividida em nove lotes construtivos. O novo viaduto está localizado no Lote 9, no município de Pelotas. A estrutura transversal em pista simples tem uma extensão de 64 metros, 12 metros de largura e vão livre de 5,5 metros de altura. Ao ser liberada, permitirá que os condutores acessem a ERS-737 em segurança, sem que precisem cruzar a BR-116/RS.

 Arroio do Padre2.jpg

Como ficará o trânsito:

Os motoristas que circularem no sentido de Porto Alegre a Jaguarão, após a praça de pedágio vão seguir pela pista antiga na BR-116/RS. Já os que vierem de Jaguarão no sentido a Porto Alegre, após a ponte do Arroio Pelotas, seguirão pela pista nova duplicada.

Para acessar o município do Arroio do Padre, partindo de Porto Alegre, os condutores, após a praça de pedágio, vão acessar no km 511,1 a rua lateral do viaduto no sentido da estrada estadual ERS-737. Os motoristas que saírem de Jaguarão pela pista nova utilizarão o viaduto pela alça de acesso à direita, no km 511,5 da BR-116/RS, para se dirigirem à ERS-737.

Arroio do Padre4.jpg

Os motoristas que saírem de Arroio do Padre rumo à capital gaúcha devem seguir pela ERS-737, subindo o viaduto transversal pela alça de acesso para a pista duplicada na BR-116/RS. Os que saírem de Arroio do Padre rumo à Pelotas devem acessar a rua lateral do viaduto até o km 511,5 da BR-116/RS.

Os condutores que estiverem viajando de Jaguarão para Porto Alegre e queiram retornar para Pelotas, ou tenham acessado a rua lateral para Arroio do Padre e queiram seguir para Pelotas, devem utilizar o retorno na ERS-737, localizado a aproximadamente 350 metros do viaduto.

Arroio do Padre5.jpg

 

Importância para a região:

De agosto de 2019 até o momento, já foram abertos ao tráfego outros 92,4 quilômetros de rodovia duplicada. A expectativa do DNIT é concluir toda a duplicação da BR-116/RS até o final de 2021.

A obra beneficia diretamente 12 municípios da região Sul do Estado e já possui trechos em operação nas cidades de Pelotas, São Lourenço do Sul, Camaquã, Turuçu, Cristal, Barra do Ribeiro, Tapes e Sentinela do Sul.

O projeto de duplicação vai além da implantação de uma nova pista. Os usuários da rodovia passarão a contar também com melhorias como travessias urbanas, ruas laterais, retornos operacionais, viadutos, passarelas e pontes. Com todas essas intervenções, a obra trará mais segurança, conforto e organização ao tráfego das cidades do seu entorno.

 Arroio do Padre3.jpg

Confira os locais liberados nos nove lotes de obra:

Em operação:

Pelotas: 19,65 quilômetros (liberados em agosto de 2019)

São Lourenço do Sul: 12,25 quilômetros (liberados em agosto de 2019)

Camaquã: 15,1 quilômetros (liberados em agosto de 2019)

Turuçu: 7,7 quilômetros (liberados em março de 2020)

São Lourenço do Sul: 5,1 quilômetros (liberados em março de 2020)

Cristal: 9,2 quilômetros (liberados em março de 2020)

Barra do Ribeiro: 5 quilômetros (liberados em abril de 2020)

Tapes/Sentinela do Sul: 9,7 quilômetros (liberados em junho 2020)

Tapes/Sentinela do Sul: 8,7 quilômetros (liberados em julho 2020)

 

Coordenação-Geral de Comunicação Social - DNIT