Notícias

INFRAESTRUTURA

DNIT lança edital de licitação para construção de Contorno Rodoviário na BR-267/MS

Acesso faz parte da Rota Bioceânica
Publicado em 29/06/2020 16h19
29MS.jpeg

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) lançou, nesta segunda-feira (29), o edital de licitação para a contratação de empresa responsável por elaborar os estudos e os projetos básico e executivo para o Contorno Rodoviário Norte, na BR-267/MS, em Porto Murtinho, no Mato Grosso do Sul. A obra vai ligar a entrada da cidade à futura ponte internacional sobre o Rio Paraguai e faz parte da Rota Bioceânica entre Brasil, Paraguai, Argentina e Chile.

A obra, com extensão de 13,10 quilômetros, terá ainda, segundo o edital, a implantação de sete pontes, com extensões entre 100 e 700 metros. O investimento inicial é de R$ 3.685.967,32 para a execução do projeto básico e executivo. Depois de contratado, ele tem o prazo de execução de 521 dias.

Pelo acordo firmado entre os dois países, o Brasil fica responsável por fazer o acesso da BR-267/MS até a ponte e o Paraguai por executar o projeto e os serviços da ponte, por meio de Itaipu Binacional.

O processo licitatório será conduzido pelo DNIT e, entre os benefícios diretos e imediatos da implantação do contorno e do acesso, estão a redução dos custos com o frete e o transporte, a trafegabilidade durante todas as estações do ano, a melhoria da logística de escoamento de bens de consumo, a redução no tempo de permanência do usuário na rodovia, além da melhoria nas condições de segurança e integração regional e internacional.

29MS1.jpeg

Centro Integrado - A empresa contratada pelo edital fará também o projeto de um Centro Integrado de Controle de Fronteira a ser implantado no lado brasileiro, a cerca de três quilômetros da linha que divide o Brasil do Paraguai. O local contará com instalações aduaneiras.

Rota Bioceânica - Por meio de acordo Binacional entre Brasil e Paraguai, será promovida a Rota Bioceânica que ligará através de corredor de tráfego o Brasil, o Paraguai, a Argentina e o Chile, e vai consolidar uma rede rodoviária de corredores de transporte estruturados que vão dar mais competitividade dos países frente ao mercado internacional.

Coordenação-Geral de Comunicação Social - DNIT