Notícias

Retomada do turismo

Governo apresenta os principais destinos para o turismo náutico no Brasil

Boletim de Inteligência de Mercado no Turismo traz dados e informações sobre produtos e experiências e as principais tendências e inovações no segmento
Publicado em 09/07/2021 09h13

Com cerca de 8.500 quilômetros de litoral, 35 mil quilômetros de rios e canais navegáveis e mais 9.260 quilômetros de margens de reservatórios de água doce, lagos e lagoas, o Brasil apresenta um dos maiores potenciais de desenvolvimento do turismo náutico do mundo.

Pensando nisso, o Ministério do Turismo produziu o Boletim de Inteligência de Mercado no Turismo com foco no turismo náutico, que reúne dados e informações sobre produtos e experiências e as principais tendências e inovações no segmento, que é apontado como um dos principais para a retomada do turismo no país.

O lançamento ocorreu na tarde dessa quinta-feira (8) em um evento on-line que contou com a participação do ministro do Turismo, Gilson Machado Neto. "Através deste boletim, que estamos lançando hoje, de Inteligência de Mercado do Turismo, nós estamos, pela primeira vez, fornecendo uma estrutura que organizou o que está acontecendo no turismo náutico”, afirmou o ministro. “Já vai servir de um alicerce muito importante para nortear qualquer atividade turística no nosso litoral ou da nossa capilaridade hídrica.”

Turismo Náutico

O documento compila dados e informações sobre produtos e experiências do setor em todas as regiões do Brasil. “O turismo náutico sempre foi o nosso ponto focal devido ao tamanho que ele hoje ocupa, e ao tamanho que ele pode se transformar”, ressaltou o ministro.

Para se ter uma ideia, quando se trata de cruzeiros marítimos, em 10 anos (2009 a 2019), houve um aumento de 68,5% no total de cruzeiristas no mundo, passando de 17,8 milhões para os 30 milhões atuais.

No Brasil, na temporada 2019/2020 de Cruzeiros Marítimos, oito navios fizeram roteiros no litoral do país, um a mais do que na temporada anterior. Os impactos na economia e na geração de empregos beneficiaram destinos turísticos e empresas de atividades características do setor de turismo e outros, movimentando R$ 2,241 bilhões.

“Precisamos otimizar o turismo náutico, fazer com que saia do patamar estacionário que hoje se encontra e se transforme numa das matrizes mais importantes do turismo no Brasil e da economia”, frisou Gilson Machado Neto.

No turismo náutico, podem ser utilizadas embarcações, que podem ser de pequeno, médio e grande porte. As atividades englobam cruzeiros fluviais e marítimos, pesca esportiva, observação da natureza, competições esportivas aquáticas, banhos de praias de água doce e água salgada, entre outras.

Destinos

O boletim fez o mapeamento de destinos para Turismo Náutico divididos por regiões.

Região Norte

Na região norte, banhada pelos grandes rios amazônicos, foram mapeados 14 destinos. Entre os destaques estão a viagem ao coração do Amazonas no Parque Nacional Jaú, as visitas às praias de água doce de Santarém e do balneário de Alter do Chão, os campeonatos de kitesurf e surf na pororoca, em Macapá, e a gastronomia paraense em Belém.

Norte 

Região Nordeste

Na região Nordeste, são 27 destinos, com destaques para as piscinas naturais de Maceió, Maragogi, Paripueira e São Miguel dos Milagres, em Alagoas; os roteiros Turísticos em Salvador e Ilhéus, na Bahia; temporada de cruzeiros do Recife e a regata internacional ligando o Recife ao paraíso do Arquipélago de Fernando de Noronha, em Pernambuco.

Nordeste

Centro-Oeste

No Centro-Oeste, são 20 destinos, entre eles estão o passeio de Escuna pelo Lago Paranoá, em Brasília (DF); passeios na Chapada dos Veadeiros, em Goiás; Chapada dos Guimarães, no Mato Grosso; e Pantanal sul mato-grossense.

Centro-Oeste

Sudeste

No Sudeste, são 24 pontos mapeados. Os principais são passeio pela Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro, Região dos Lagos, no estado do Rio, e as atrações do litoral paulista.

Sudeste

Sul

No Sul, são 15 destinos. Em destaque estão as cataratas do Iguaçu e o lago de Itaipu, em Foz do Iguaçu; passeio pela Laguna dos Patos, no Rio Grande do Sul; e os navios de cruzeiro em Santa Catarina.

Sul

Acesse o Boletim de Inteligência de Mercado no Turismo