Notícias

Prevenção

Militares aplicam mais de R$ 220 milhões em multas contra crimes ambientais

A Operação Verde Brasil 2 visa ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais na Amazônia Legal
Publicado em 08/09/2020 18h18
Comandos Conjuntos aplicam quase R$ 222 milhões em multas contra delitos ambientais

Desde a deflagração da Operação Verde Brasil 2, em 11 de maio, militares e agentes de órgãos parceiros realizaram 30,1 mil inspeções navais e terrestres, vistorias e revistas em embarcações - Foto: Divulgação Forças Armadas

Durante a fiscalização contra delitos ambientais no último domingo (6), o Comando Conjunto Oeste (CCjO) aplicou 247 multas, contabilizando contabilizando R$ 220.429.439,92. No mesmo dia, militares do Comando Conjunto Amazônia (CCjA) e agentes do ICMBio aplicaram sete multas a infratores que atuavam na Reserva Extrativista do Cazumbá-Iracema, em Sena Madureira, no Acre, no valor de R$ 1.520.000,00.

Os militares do CCjA também atuam em inspeção naval em diversos rios dos estados do Amazonas, do Acre, de Roraima e de Rondônia, com o emprego de meios do 9º Distrito Naval. Agentes do Ibama permanecem no combate ao desmatamento, nas localidades de Mirante da Serra e Nova União, em Rondônia, e em 17 unidades de preservação ambiental desse estado, além do Acre e do Amazonas.

O Comando da Amazônia também ajudou no combate a 16 focos de incêndio, e contabilizou a inspeção de 150 viaturas, 145 embarcações e uma aeronave, em Caracaraí, Roraima, Guajará-Mirim e Porto Velho, Rondônia, e Manaus e Parintins, no Amazonas.

Militares do Comando Conjunto Norte (CCjN), inspecionaram diversos rios de localidades dos estados do Pará, do Maranhão e do Amapá, com emprego de meios do 4º Distrito Naval. Foram inspecionadas 93 embarcações em Polo Itaituba, no Pará. Militares e agentes desse Comando combateram, ainda, três focos de incêndio na área rural dos municípios de São Félix do Xingu, Bom Jesus do Tocantins e Canaã dos Carajás, além de dois focos de incêndio em Novo Progresso, também no Pará.

Resultados
Desde a deflagração da Operação Verde Brasil 2, em 11 de maio, militares e agentes de órgãos parceiros realizaram 30,1 mil inspeções navais e terrestres, vistorias e revistas em embarcações, das quais 815 foram apreendidas. Nos postos de bloqueio e controle de estradas, foram retidos 328 veículos por irregularidades. Volume superior a 29,4 mil metros cúbicos de madeira ilegal também foi confiscado, bem como apreendidas 969 máquinas de serraria móvel, tratores, maquinário de mineração, balsas, dragas e acessórios. Até o momento, mais de R$ 927,2 milhões foram aplicados em multas e termos de infração.

Operação Verde Brasil 2
A Operação Verde Brasil 2 é coordenada pelo Ministério da Defesa. Está no escopo do Conselho Nacional da Amazônia (CNA), conselho regulado pela Vice-Presidência da República em apoio aos órgãos de controle ambiental e de segurança pública. A missão deflagrada pelo Governo Federal, em 11 de maio de 2020, visa ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais na Amazônia Legal. 

 

 Com informações do Ministério da Defesa