Notícias

Novas incubadoras híbridas chegam para a UTI Neonatal do HE

Publicado em 09/07/2021 09h17
WhatsApp Image 2021-07-07 at 16.41.54.jpeg

Foram entregues nesta quinta-feira (07) ao Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE UFPel), quatro incubadoras híbridas que serão utilizadas na Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal (UTI Neonatal). O equipamento, que teve um investimento de R$ 114 mil cada, pode ser usado tanto como incubadora, quanto como berço aquecido. O recurso foi oriundo do Programa de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (REHUF), administrado pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), estatal gestora dos hospitais universitários federais.

Conforme o chefe do Setor de Planejamento, Mauro Calderipe, diversas aquisições que vêm sendo feitas ao longo do ano estavam previstas no planejamento anual da aplicação dos recursos do REHUF, que é feito através da assinatura do contrato de objetivos pactuado entre o HE e a EBSERH. “A comissão de aquisição de material permanente prioriza os materiais/equipamentos a partir do levantamento de necessidades, formaliza através do contrato, a EBSERH aporta os recursos através do programa e o hospital realiza os trâmites licitatórios para executar as compras”, detalhou ele.

De acordo com a chefe substituta da UTI Neonatal, Josana Mattos, com a tecnologia dessas incubadoras, é possível agilizar o atendimento de emergência e minimizar o manuseio desnecessário do recém-nascido, pois como ela vira berço e tem a bandeja articulável que gira 360 graus, se tem um acesso mais adequado ao bebê durante os procedimentos, mantendo ele no seu local, inclusive para a pesagem, já que ela também possui uma balança. “Com isso é propiciada a manutenção da temperatura corporal adequada, menos estímulos e manuseio mínimo, com consequente neuroproteção”, destacou.