Minas Gerais
Visitar o Museu Casa Guignard
Última Modificação: 13/03/2020
Visitar o Museu Casa Guignard
  • O que é?

    Instituído por decreto em 1964, o Museu Casa Guignard – MCG – foi criado dois anos após o falecimento de Alberto da Veiga Guignard (1896-1962), impulsionado pelo velho ideal de se implantar em Minas Gerais um espaço dedicado ao artista. Guignard viveu seus últimos dezoito anos de vida nesse estado, contribuindo como artista e educador, explorando as paisagens, pessoas e os movimentos artísticos sua época. Nesse sentido, esse espaço destina-se à pesquisa, preservação, divulgação e experimentação da vida e obra do artista. Considerado por especialistas o melhor pintor nacional, chamado por Portinari de mestre, foi em Minas que Guignard completou sua obra, “perseguindo a luminosidade de nossos céus e a paisagem barroca de Ouro Preto representada de forma fantástica, poética e comovente em seus quadros”.

    O Museu, inaugurado somente em 1987, está localizado em Ouro Preto, em uma edificação datada de início do século XIX, que integra o conjunto arquitetônico tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN - e Patrimônio Cultural e Natural Mundial pela UNESCO. Embora o artista nunca tenha residido no local, o espaço foi adaptado para atender ao uso como museu dedicado à vida e à obra de Guignard. O acervo do MCG contempla temáticas da obra do artista, sendo constituído por 415 peças, como desenhos, cartões, pinturas sobre madeira, telas, objetos decorados, além de documentação sobre sua atuação como artista (reportagens de jornais e revistas, livros, depoimentos gravados, fotografias, vídeos e documentos pessoais). Nesse contexto, duas coleções merecem destaque por sua exclusividade, o conjunto de 111 cartões do álbum dedicado a Amalita Fontenele e o conjunto de 145 fotografias do artista em Ouro Preto, realizadas por Luis Alfredo Ferreira em 1962. As ações educativas têm se pautado a partir do próprio direcionamento deixado pelo artista, que atuou como educador, expressivamente, em Belo Horizonte e Ouro Preto. Práticas de sensibilização, de educação do olhar, de apreciação e representação da paisagem da cidade são referências importantes para o desenvolvimento das atividades educativas do Museu. Um exemplo marcante dessa atuação é o projeto Passos de Guignard em Ouro Preto, que demarca e explora os locais da cidade nos quais o artista realizou suas obras. Dentre outras atividades, a instituição promove exposições, palestras, testemunhos do trabalho do artista, constituindo-se, assim, um centro aberto para pesquisadores, artistas, estudantes de arte e público em geral.

  • Outras Informações

    Este é um serviço do Estado Minas Gerais

    Serviço :  Visitar o Museu Casa Guignard