Notícias

Retomada do Turismo

Espírito Santo lança desafio para promover adesão ao selo “Turismo Responsável”

Iniciativa tem o objetivo de intensificar a segurança de turistas e profissionais do setor capixaba para possibilitar uma retomada sustentável do turismo local
Publicado em 09/02/2021 13h40
Espírito Santo lança desafio para promover adesão ao selo “Turismo Responsável”

Para intensificar a segurança sanitária de turistas e de profissionais do setor turístico capixaba, a Secretaria de Turismo do Espírito Santo lançou o primeiro desafio “Turismo Responsável”. A iniciativa tem o objetivo de promover a adesão ao selo do Ministério do Turismo que estabelece protocolos de proteção contra a Covid-19 destinados a 15 segmentos turísticos, além de guias de turismo, de todo o país.

O prêmio para o município que conseguir mobilizar o maior número de empreendimentos até o dia 26 de março será um e-book sobre o destino e um kit pesquisa, coordenado pelo Observatório de Turismo do estado. “Nossa proposta em lançar este desafio aos novos gestores é de tornar o destino Espírito Santo ainda mais seguro no que se refere às questões sanitárias, como também estimular a rede de serviços e adesão ao Cadastur, que é um pré-requisito para aderir ao selo", explica o secretário de Turismo, Dorval Uliana.

O secretário Nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, William França, ressalta que iniciativas como essa ajudam a retomar e a fortalecer o turismo, setor gravemente afetado. “Quanto mais empreendimentos aderirem ao selo, mais seguros os turistas e os colaboradores estarão. Isso permite uma retomada sustentável e responsável do turismo. Precisamos nos unir para que o setor volte a crescer.”

Selo

Atualmente, 26.438 empreendimentos brasileiros contam com o selo “Turismo Responsável, Limpo e Seguro” do Ministério do Turismo, sendo 529 deles prestadores de serviços turísticos capixabas. A sinalização visual declara que o estabelecimento assumiu o compromisso de adotar medidas de segurança sanitária, passando mais confiança ao consumidor e possibilitando uma retomada segura e responsável das atividades turísticas.

O selo está disponível para 15 segmentos, como meios de hospedagem, parques temáticos, restaurantes, cafeterias, bares, centros de convenções, feiras, exposições, guias de turismo, entre outros. Cada atividade possui um protocolo sanitário específico, elaborado em parceria com empresas e instituições ligadas ao setor (trade), a partir de diretrizes internacionais. Também há um protocolo destinado exclusivamente aos turistas, com atitudes de cada um que protegem a todos.


Com informações do Ministério do Turismo