Notícias

Infraestrutura

Obras e concessões públicas integram País e garantem empregos durante pandemia

Segundo o MInfra, em média duas obras de infraestrutura por semana foram entregues nos últimos 90 dias
Publicado em 02/06/2020 14h19
estrada

Diversas BRs tiveram duplicações de pistas como a BR-116/RS, com um trecho de 27 km de duplicação - Foto: Banco de imagens

As obras públicas de todo o Brasil não param. Mesmo com a pandemia, o Governo Federal vem realizando a entrega de importantes obras dos setores rodoviário, aeroviário, ferroviário e hidroviário.

Dados do Ministério da Infraestrutura mostram que, desde março até agora, a pasta realizou a entrega de quase duas obras por semana. Foram 21 obras em 90 dias, no período da pandemia.

A lista inclui 202,6 quilômetros de duplicação, pavimentação ou restauração em rodovias federais, além de inaugurações nos aeroportos de Fortaleza (CE) e Navegantes (SC), bem como ampliação do Terminal de Contêineres do Porto de Salvador. Houve ainda inauguração de um IP4 (porto para pequenas e médias embarcações) em Parintins, no Amazonas.

“Desde março nos adaptamos para garantir a continuidade das obras públicas do Governo Federal e estamos conseguindo cumprir o nosso cronograma. Aproveitamos que o setor de construção já tem costume no uso de EPIs e criamos mais medidas de prevenção no transporte, nos alojamentos e nos refeitórios. Cumprimos a nossa missão de integrar o País e dar mais dignidade a todos os brasileiros, além de gerar empregos”, afirmou o ministro Tarcísio Gomes de Freitas.

Concessões

As concessões também seguem acontecendo. O MInfra assinou o contrato de prorrogação da ferrovia Malha Paulista, com investimento de R$ 6 bilhões; intensificou, junto com o Exército, as obras da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) e enviou ao Tribunal de Contas da União (TCU) projetos de concessão de outras duas grandes rodovias, estratégias para o escoamento e competitividade do País no exterior (BR-153/080/414/GO/TO e BR-163/230/MT/PA).

Relação das obras entregues no período da pandemia:

1. BR-101/SE - 9 km de duplicação

2. BR-381/MG - 21 km de duplicação

3. Nova sala de embarque do Aeroporto de Navegantes/SC

4. Construção de IP4 de Parintins/AM (Vila Amazônia)

5. BR-101/BA – 15km de duplicação

6. BR-367/MG - Adequação de Ponte

7. BR-116/RS – 27 km de duplicação

8. BR-080/GO – 8 km de adequação

9. Ampliação do Aeroporto de Fortaleza/CE

10. PBR-163/PR – 8,3 km de duplicação

11. Ampliação do TECON Salvador/BA

12. BR-392/RS – 6,5 km de duplicação

13. BR-432/RR – 48,8 km de pavimentação

14. BR-470/SC – 7 km de restauração

15. BR-470/SC – 2 km de pavimentação

16. BR-364/MT – 3 km travessia urbana de Rondonópolis

17. BR-158/MS – Alargamento de pontes

18. BR-304/RN – Alargamento e recuperação de Ponte

19. BR-262/MS – 15 km de restauração

20. Arrendamento de cais pesqueiro no Porto de Fortaleza/CE

21. BR-230/PA – 32 km de pavimentação

Covid-19

Além disso, o Ministério da Infraestrutura é responsável pela operação especial para trazer da China 960 toneladas de máscaras cirúrgicas e N95 compradas pelo Ministério da Saúde para combate à Covid-19. Já chegaram 12 dos 40 voos com 66 milhões de máscaras (365 toneladas) de um total de 240 milhões de unidades que serão destinados aos estados.

Com informações do Ministério da Infraestrutura