Notícias

Pátria vacinada

Servidores dos Correios e bancários entram no grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19

O Plano Nacional de Operacionalização possui 28 grupos na fila de prioridades contra o coronavírus
Publicado em 06/07/2021 17h54
Servidores dos Correios e bancários entram no grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19

Quase 50% da população brasileira acima de 18 anos já está vacinada com a primeira dose - Foto: Ministério da Saúde

Os bancários e os trabalhadores dos Correios foram incluídos no grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19. O anúncio foi feito nesta terça-feira (6) pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, ao lado dos presidentes da Caixa Econômica Federal, do Banco do Brasil e dos Correios.

“Duas categorias muito importantes, a categoria dos bancários e a dos servidores de Correios e Telégrafos estão na linha de frente. São muito importantes”, afirmou Queiroga.

O ministro relatou que há cerca de três semanas os bancários e servidores dos Correios solicitaram ao ministério que fossem incluídos no grupo prioritário para imunização e entregaram relatórios detalhados sobre o adoecimento dos profissionais.

“Submeti ao Programa Nacional de Imunização, ao Conass [Conselho Nacional de Secretários de Saúde] e ao Conasem [Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde] e hoje tivemos uma posição definitiva do Programa Nacional de Imunização para que os servidores dos bancos e dos Correios fossem incluídos no rol de prioridades”, detalhou o ministro.

O bancário Rafael Gonçalves Ribeiro, morador de Cristalina (GO), comemorou a decisão. “Nossa categoria não parou em nenhum momento de atender as pessoas. Na Caixa, por exemplo, estamos pagando o Auxílio Emergencial desde o início da crise e as agências estão cheias desde então. Ser contemplado com a vacina de forma prioritária nos traz grande segurança para continuarmos trabalhando com a garantia de que podemos voltar para casa saudáveis.”

Vacinas

Durante o anúncio, o ministro Marcelo Queiroga citou dados sobre as vacinas contra a Covid-19, entre eles, o de que o Brasil já tem contratadas mais de 600 milhões de doses de vacinas e mais de 130 milhões de doses foram distribuídas. Ainda segundo Queiroga, quase 50% da população está vacinada com a primeira dose, considerando os brasileiros acima de 18 anos que são 160 milhões de habitantes.

“Hoje, vivemos um momento epidemiológico que já aponta para uma redução dos óbitos e, em muitos estados, também do número de casos. E esses dados se devem ao progresso da nossa campanha de imunização”, ressaltou o ministro.

De acordo com o Ministério da Saúde, atualmente, o Plano Nacional de Operacionalização possui 28 grupos na fila de prioridade da vacinação contra a Covid-19. Desses, já foram distribuídas doses de vacinas para imunização de 27 categorias.

Tags: Covid-19