Notícias

Outubro Rosa

Campanha reforça importância da prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama

Lançada pelo Ministério da Saúde, nesta quarta-feira (07), campanha tem como tema “Cuidado com as mamas, carinho com seu corpo”
Publicado em 07/10/2020 18h35
Campanha reforça importância da prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama

A campanha chama a atenção das mulheres para importância da prevenção, da detecção precoce da doença - Foto: Agência Brasil

Um alerta para a importância de prevenir e de diagnosticar precocemente o câncer de mama. Essa é a mensagem da Campanha do Outubro Rosa 2020, lançada nesta quarta-feira (7), pelo Ministério da Saúde. Neste ano, o slogan é “Cuidado com as mamas, carinho com seu corpo”.

A campanha chama a atenção das mulheres para importância da prevenção, da detecção precoce da doença, de fazer o autoexame e procurar atendimento médico quando aparecer um possível sintoma do câncer de mama.

“Fica uma observação: quanto mais cedo tratar, mais chance de curar, quanto mais cedo detectar, mais chance de tratar e de curar. É simples assim. O ministério recomenda que o rastreamento desse câncer, ele é muito forte entre 50 e 69 anos, é o ponto mais importante. Mas todas as outras idades também são importantes, desde a jovem mulher”, afirmou o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello.

A estimativa do Instituto Nacional do Câncer, vinculado ao Ministério da Saúde, é que, em 2020, sejam registrados 66.280 novos casos de câncer de mama em mulheres no Brasil.

A doença pode ser detectada em fases iniciais, em grande parte dos casos, aumentando a possibilidade de tratamentos menos agressivos e com maiores taxas de sucesso. A recomendação do Ministério da Saúde é que as mulheres de 50 a 69 anos façam uma mamografia de rastreamento, exame realizado quando não há sinais nem sintomas suspeitos, a cada dois anos.

“Concito toda as mulheres a realmente olharem para si, olharem para seu corpo e procurarem o médico o mais rápido possível, quando achar que devam”, disse o ministro Eduardo Pazuello.

A cerimônia de lançamento da campanha teve também a presença da primeira-dama, Michelle Bolsonaro e da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves.

Tratamento no SUS

Mesmo com a Covid-19, o Sistema Único de Saúde (SUS) continuou com o atendimento e a oferta de tratamento às pacientes com câncer de mama. O SUS oferece cirurgias como mastectomias, cirurgias conservadoras e reconstrução mamária, além de radioterapia e quimioterapia. 

O Ministério da Saúde também conta com o Plano de Expansão da Radioterapia no Sistema Único de Saúde (PERSUS) que já implantou 24 aceleradores lineares, com um investimento de R$ 700 milhões. O objetivo do plano é ampliar e criar novos serviços de radioterapia em hospitais.