Notícias

Coronavírus

Governo está cadastrando profissionais para o enfrentamento da Covid-19

Profissionais de 14 áreas de atuação da saúde serão cadastrados e capacitados nos protocolos clínicos da doença.
Publicado em 07/04/2020 12h19
Governo está cadastrando profissionais para o enfrentamento da Covid-19

Profissionais serão capacitados a distância para atuar no SUS - Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O Ministério da Saúde está cadastrando cerca de 5 milhões de profissionais da saúde para reforçar no enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19). O reforço é para auxiliar os gestores do Sistema Único de Saúde (SUS) nas ações de enfrentamento da Covid-19 a partir da capacidade de trabalho desses profissionais. Profissionais de 14 áreas de atuação da saúde serão cadastrados e capacitados nos protocolos clínicos da doença.

"Estamos começando a construir agora esse cadastro e focando primeiro nos profissionais de saúde que têm disponibilidade e que querem contribuir e enfrentar de peito aberto, indo para os estados onde houver maior necessidade para reforçar equipes médicas em todo o Brasil. Por enquanto, estamos apenas cadastrando para saber, repito, quem pode, quem quer e quem tem disponibilidade para ajudar os estados", esclareceu o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

A iniciativa é parte da Ação Estratégica “O Brasil Conta Comigo - Profissionais da Saúde”, criada pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Saúde, considerando a emergência em saúde pública decorrente da Covid-19 e irá durar enquanto o estado de emergência de saúde pública permanecer.

Capacitação

O Ministério da Saúde irá capacitar esses profissionais de saúde nos protocolos oficiais de enfrentamento à Covid-19, por meio de curso a distância. Após o preenchimento do formulário de cadastro, o profissional terá acesso ao curso de capacitação e, após a conclusão, receberá o certificado. Caso o profissional não realize o cadastro ou não conclua o curso de capacitação, o Ministério da Saúde irá informar ao conselho correspondente.

Ao final do curso online, o profissional deve sinalizar se deseja fazer parte das ações de enfrentamento a doença e poderá ser chamado para trabalhar em locais onde há necessidade. Para quem quer ajudar, alguns hospitais também já estão cadastrando diretamente os voluntários da área de saúde, como por exemplo, o Hospital Universitário de Brasília (HUB). Médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde podem se candidatar.

Fernanda da Rosa, responsável pelo voluntariado do HUB, lembra que é um trabalho de pura doação.“Informação importante é que o HUB vai acionar os voluntários somente se necessário. O voluntariado é temporário e sem remuneração”, ressalta.

Solidariedade

Nesse momento de pandemia e isolamento social, a solidariedade faz toda a diferença, é o que acredita a psicóloga aposentada Janete Pinheiro. Ela se inscreveu no programa “O Brasil Conta comigo” para ajudar no combate ao novo coronavírus. “Entendo que quando a alma é cuidada as dores do corpo são menores e as doenças são mais facilmente curadas“, disse. 

Os formulários para as inscrições no programa “O Brasil Conta Comigo” estão no site https://registrarh-saude.dataprev.gov.br. Podem se cadastrar profissionais de 14 áreas, são elas, serviço social, biologia, biomedicina, educação física, enfermagem, farmácia, fisioterapia, fonoaudiologia, medicina, medicina veterinária, nutrição, odontologia, psicologia e técnicos em radiologia.


Com informações do Ministério da Saúde e A Voz do Brasil