Notícias

Imunização

Campanha nacional de vacinação contra o sarampo termina nesta sexta-feira (13)

Ministério da Saúde prevê vacinar 3 milhões de pessoas; crianças são mais suscetíveis às complicações da doença
Publicado em 12/03/2020 21h25
Vacinação sarampo

Procure uma das 36 mil salas de vacina distribuídas por todo Brasil para receber a dose contra o sarampo. - Foto: Divulgação

A Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo, com foco na população de 5 a 19 anos, termina nesta sexta-feira (13). A meta é vacinar 3 milhões de pessoas. Além das demandas de rotina, o Ministério da Saúde enviou 3,9 milhões de doses da vacina, 9% a mais que o solicitado pelos estados. Para receber a imunização, basta procurar uma das 36 mil salas de vacina distribuídas em todo Brasil.

As crianças são as mais suscetíveis às complicações da doença. Por isso, desde agosto de 2019, o Ministério da Saúde passou a adotar, como medida preventiva, a chamada ‘dose zero’. Assim, todas as crianças de seis meses a menores de 1 ano devem ser vacinadas contra o sarampo. 

A enfermeira da Vigilância Epidemiológica do Distrito Federal Rosa Maria Mosrie fala da importância da vacinação. "O sarampo pode levar ao óbito. Então, é importante [recebê-la]", destacou Mosrie. Ela lembra que, mesmo após a campanha, as vacinas conti

A doença é grave e de alta transmissibilidade. Como exemplo, uma única pessoa infectada pode transmitir para até outras 18 pessoas que não estejam imunes. A disseminação do vírus ocorre por via aérea ao tossir, espirrar, falar ou respirar. Neste caso, não é necessário o contato direto porque o vírus pode se disseminar pelo ar a metros de distância da pessoa infectada. A Campanha Nacional de Vacinação contra o sarampo é uma estratégia do Ministério da Saúde para interromper a transmissão e eliminar a circulação do vírus no Brasil. 

 

Com informações do Ministério da Saúde