Notícias

Operação Acalento

Ação combate crimes de violência contra crianças e adolescentes

Foram atendidas mais de 18 mil vítimas, 505 pessoas foram presas, além de 1.699 medidas protetivas solicitadas
Publicado em 16/07/2021 18h16 Atualizado em 16/07/2021 18h26
Ação combate crimes de violência contra crianças e adolescentes

- Foto: Ministério da Justiça

A Operação Acalento, realizada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública e as polícias civis de todos os estados, cumpriu 505 mandados de prisão e 365 de busca domiciliar, em uma medida para combater os crimes de violência contra crianças e adolescentes. Foram presas mais de mil pessoas e 339 menores apreendidos até às 18h esta sexta-feira (16). A ação também promoveu o atendimento de 18.542 vítimas e realizou a solicitação de 1.699 medidas protetivas.

A ação começou em 4 de junho e o ‘Dia D’ ocorreu nesta sexta-feira (16). “É uma triste realidade, mas no mundo inteiro as crianças e adolescentes são vítimas de algum tipo de violência física, psicológica, sexual. Outro dado triste é que boa parte desses agressores são familiares, pais, parentes. A maioria ocorre dentro do ambiente familiar”, ressaltou o secretário de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública, Alfredo Carrijo. 

A ação foi realizada em pelo menos 1.352 municípios e contou com a participação de mais de 8.700 agentes da Polícia Civil.

Violência contra Crianças e Adolescentes

De janeiro a abril desde ano, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos recebeu mais de 32 mil denúncias de violência contra crianças e adolescentes. “Um fator que agravou muito essa situação foi a pandemia. A suspensão das aulas trouxe essas crianças que já sofriam violência para dentro do ambiente familiar por mais tempo e isso foi um agravante, uma coisa que aumentou muito esse índice de violência”, completou Carrijo.

Em 2020, foram 53.530 denúncias, no primeiro semestre. E 41.722 denúncias no segundo semestre do ano.

Com informações do Ministério da Justiça e Segurança Pública